Notícias

Pontos de ônibus serão repaginados em 160 locais de SP
31/08/2015

 

Paradas serão reformadas e terão novo visual; cada uma será identificada para facilitar a elaboração do trajeto pelo passageiro

 

As áreas para espera dos coletivos serão agrupadas em entroncamentos das grandes avenidas

ANDRÉ MONTEIRO
DE SÃO PAULO

A gestão Fernando Haddad (PT) está finalizando um projeto que vai repaginar os principais pontos de ônibus da cidade de São Paulo.

Já foram definidos os 160 cruzamentos, em todas as regiões, que serão os primeiros a ter mudanças quando o projeto tiver o aval do prefeito.

Eles terão as paradas unificadas com um mesmo nome e passarão por reforma que inclui melhoria na sinalização, calçadas, travessias de pedestres e iluminação.

Chamados de conexões, esses locais ficam no entroncamento de grandes avenidas.

A ideia é aproximar essas paradas para que usuários troquem de linha com facilidade. Hoje, os pontos são instalados no meio do quarteirão.

Com a mudança, eles ficarão mais próximos das esquinas e será mais rápido caminhar de um ponto ao outro.

Cada parada será identificada por uma letra. Os quatro pontos próximos de cruzamento, por exemplo, serão chamados de A a D.

"Fica mais fácil explicar ao passageiro: sua linha para no ponto C e a linha que você precisa pegar parte do ponto B", diz Ana Odila de Paiva Souza, diretora de planejamento da SPTrans (que gerencia o transporte municipal).

A área das conexões terá demarcações na calçada, e o trajeto entre os pontos será identificado. Os totens das paradas também serão maiores para que seja possível fixar mais informações, como a lista de linhas, itinerários e mapa da região.

As 160 conexões formarão uma rede conectada. O objetivo é que elas funcionem, na cabeça dos usuários, como estações do metrô, o que facilita na elaboração do trajeto.

A SPTrans vai dar um nome para cada conexão. A da Ipiranga com a São João será "Sampa", nome da canção que deu fama ao local.

Folha de S. Paulo