Notícias

USP lança vídeos para alimentação saudável
10/9/2015

 

A Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ/USP) lança coletânea de nove vídeos com informações úteis à população que abordam a escolha dos alimentos de origem animal, compra, armazenamento, higienização adequada (evitar contaminação) e consumo sustentável. Em linguagem didática e lúdica, a produção audiovisual foi elaborada por alunos do curso. Os vídeos mostram, também, a importância do médico veterinário na produção e segurança alimentar da população.

Os conteúdos destacam os benefícios de consumir determinados produtos – peixes, ovos, mel, iogurte; abordam alguns cuidados necessários antes de ingerir alimentos de origem animal; e a importância de se ler rótulos. “Essa produção singela veio para quebrar alguns mitos”, esclarece Simone de Carvalho Balian, professora-doutora da FMVZ/ USP, do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, área de Higiene e Inspeção de Produtos de Origem Animal.

Entre os mitos estão o consumo de ovos, “que é alimento nutritivo e fundamental para uma boa alimentação”, e a presença de hormônio na carne de frango, destaca a professora. “Esperamos contribuir para a saúde das pessoas numa relação saudável com os alimentos e o consumo consciente. A fonte desses nutrientes é um ser vivo, por isso não deve haver desperdício.” Os próximos trabalhos abordarão questões mais específicas relacionadas à cadeira produtiva dos alimentos de origem animal, informa Simone.

Estreia – Os vídeos foram ao ar oficialmente ontem (9), Dia do Médico Veterinário, data celebrada desde 1933, para divulgar o trabalho desse profissional na área de saúde pública, atuação pouco conhecida pela população. Além de exercer atividades de clínica veterinária, esses especialistas são responsáveis pelo desenvolvimento de medicamentos, produtos alimentícios de origem animal e tecnologias de produção (carnes, leite, ovos, couro). Atuam na defesa sanitária animal, fiscalização, prevenção (contaminação, infecção) e controle de doenças.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 75% das doenças que atingem as pessoas são de origem animal e 60% dos vírus e bactérias encontrados no ser humano originam-se dos animais. Iniciado em 2014, o projeto audiovisual integra a disciplina de Inspeção Sanitária dos Produtos de Origem Animal dos alunos de medicina veterinária. A orientação e a supervisão são da professora Simone, do mestrando André Luiz Assi e do médico veterinário Naassom Ribeiro, com a participação dos alunos da faculdade.

“Questões como higiene e inspeção de alimento são um exercício diário do médico veterinário. Os vídeos unem aplicações práticas da profissão com as pesquisas e tecnologias desenvolvidas na universidade de maneira lúdica e criativa. É a forma de darmos retorno mais imediato, prático e objetivo à população em geral a respeito do nosso conhecimento técnico-científico. A contribuição da universidade com a sociedade é uma inquietação que tenho há vários anos”, ressalta Simone.

Resumo – O vídeo Como é feito o iogurte? mostra a sua produção, tipos de iogurtes disponíveis, riscos e benefícios para a saúde. Frango não usa hormônio – Clipe informa o consumidor sobre a produção dessa carne e desmistifica a utilização de hormônio na avicultura. Como avaliar a qualidade de um pescado? esclarece sobre os cuidados a serem tomados antes de comprar o peixe. Big Brother Bactéria – Cuidado com os alimentos orienta quanto à maneira de acondicionar os alimentos e as possibilidades de contaminação bacteriana.

Mitos e verdades sobre produtos de origem animal esclarece vários mitos sobre alimentos de origem animal, como é o caso de ovos. Inspeção e preparação de camarões mostra os cuidados na hora da escolha, compra, conservação e preparação do crustáceo e dá dicas de culinária. Rótulo: Você sabe o que está comprando? Enfatiza a importância do médico veterinário na produção de alimentos e sua segurança, o papel do serviço de inspeção e sua atuação. Boas práticas na manipulação de alimentos em casa trata dos cuidados a serem tomados na manipulação de alimentos na residência. Rastreabilidade – Do campo à mesa explica o caminho que os alimentos percorrem até chegar ao consumo e reforça a sua importância para garantir a qualidade.

DOE, Executivo II, 10/09/2015, p. II