Notícias

Fábrica de Cultura: projeto cultural e social nas periferias
24/04/2012

 

Cinco unidades em áreas com vulnerabilidade juvenil atendem a milhares de jovens

 

Ter, 24/04/12 - 08h16

Fomentar a cultura onde já tem e ofertar onde ainda não tem. Essa é a proposta do projeto Fábrica de Cultura, da Secretaria de Estado da Cultura. À primeira unidade, criada em 2005, já se somam outras quatro, sempre em áreas com vulnerabilidade social: Vila Curuçá, Itaim Paulista, Sapopemba, Jardim São Luís e Vila Nova Cachoeirinha.


"A Fábrica de Cultura é uma grande oportunidade para a gente oferecer mais educação e cultura para os jovens. São todas as expressões artísticas nas regiões que mais necessitam, onde a vulnerabilidade juvenil é mais alta", destaca o governador Geraldo Alckmin.
 


Está no ar nos principais meios de comunicação uma campanha do Governo do Estado mostrando esse equipamento fundamental cultural e socialmente. Produzido pela O2, a campanha tem como protagonista o mais importante na Fábrica de Cultura: o cidadão de São Paulo. Jovens de oito a 19 anos que antes da Fábrica de Cultura, não tinham alternativa alguma para a cultura e o lazer perto de casa. Agora, além de enriquecer culturalmente, têm um convívio social e familiar mais saudável. "Os cursos de longa duração acabam trazendo não somente os jovens para as fábricas, mas também os irmãos, os pais e toda a família", destaca a coordenadora-geral do Programa, Carla Almeida Carvalho.
 



Na página do Fábrica de Cultura, você encontra todas as informações sobre o programa.

Do Portal do Governo do Estado