Notícias

HC de São Paulo faz campanha para tirar medo de anestesia
15/10/2015

 

Procedimento anestésico é um dos principais motivos de estresse do paciente antes de uma cirurgia

 

Nesta sexta-feira (16), médicos anestesistas do Instituto Central do Hospital das Clínicas, ligado à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, vão esclarecer dúvidas da população sobre os tipos de anestesia, tempo de duração, riscos envolvidos, entre outras questões de interesse para a segurança do paciente.

A intenção é orientar pacientes e familiares sobre o procedimento anestésico, uma das principais causas de medo e estresse do paciente cirúrgico.

Aberta ao público, a campanha de conscientização acontecerá, das 8h às 16h, no Prédio dos Ambulatórios do HC (Av. Enéas de Carvalho Aguiar, 155, Cerqueira Cesar). Em paralelo, haverá exibição de vídeo educativo sobre a anestesia no HC e distribuição de folders.

A iniciativa da Divisão de Anestesiologia do Instituto Central do HC integra movimento da Sociedade Brasileira de Anestesiologia, em referência a data de 16 de outubro de 1846, quando aconteceu a primeira intervenção cirúrgica com anestesia geral no mundo.

Na época, o paciente foi anestesiado com éter pelo dentista William Thomas Green Morton, que utilizou um aparelho inalador idealizado por ele mesmo. O procedimento ocorreu no Massachusetts General Hospital, em Boston, EUA. A cena foi posteriormente imortalizada em um quadro do pintor Roberto Hinckley, pintado em 1882.


Conheça um pouco da atuação do Anestesista

Além de anestesiar e cuidar do paciente durante a cirurgia, o anestesista é o médico que avalia o caso antes da cirurgia, trata a dor do paciente pós-operatório e atua nas unidades de terapia intensiva cirúrgica.

A grande evolução da anestesia, nas últimas décadas, aumentou a segurança da cirurgia e permitiu que hoje sejam operados pacientes cada vez mais graves e em extremos de idade, desde recém - nascidos prematuros até aqueles com mais de 100 anos.

Do Portal do Governo do Estado