Notícias

Brasil pode produzir 750 milhões de doses de vacinas contra a dengue
29/02/2016

 

Última fase de testes teve início no Hospital das Clínicas da USP

 

O Brasil pode produzir, inicialmente, 750 milhões de doses de vacinas contra a dengue. A estimativa foi confirmada pelo secretário da Saúde, David Uip, ao comentar o início da terceira e última etapa de testes da substância com 17 mil pessoas em todo o país, sendo 1,2 mil delas no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo). A vacina está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantan - um dos maiores centros de pesquisas biomédicas do mundo.

Uip analisou a importância do início dos testes. "A população exposta aos quatro sorotipos de dengue neste momento no mundo está entre 2 bilhões e 3 bilhões de pessoas. Existe hoje um estado endêmico no mundo em 113 países. Se o Butantan tiver o sucesso que nós esperamos, o Brasil tem um compromisso de produzir inicialmente 750 milhões de doses de vacina sem entrar no mérito da população que vai nascer e estará exposta. É compromisso mundial extremamente importante", declarou o secretário.

As pesquisas em território nacional devem durar até cinco anos, mas o Instituto Butantan trabalha com a hipótese de ter a vacina disponível para registro já em 2018. A equipe trabalha também no desenvolvimento da vacina e soros para combater o zika vírus. A terceira e última fase de testes da primeira vacina brasileira contra a dengue começou na segunda-feira, 22 de fevereiro.

Do Portal do Governo do Estado