Notícias

Governo mantém taxa de juros de longo prazo em 7,5%
01/04/2016

 

DE BRASÍLIA

O governo decidiu manter em 7,5% ao ano a taxa de juros de longo prazo cobrada pelo BNDES em seus empréstimos.

A decisão, esperada pelo mercado, foi tomada nesta quinta (31) pelo CMN (Conselho Monetário Nacional, composto por Banco Central e os ministérios da Fazenda e do Planejamento).

Quanto mais distante a TJLP estiver da taxa Selic, que hoje está em 14,25%, maiores são os custos do governo em equalizar esses juros.

Isso porque o BNDES, ao balizar seus empréstimos pela TJLP, cobra juros inferiores àqueles que paga para se financiar.

A taxa de 7,5% está em vigor desde dezembro. "O cenário macroeconômico não se alterou de forma que justifique a mudança da TJLP", afirmou o secretário de Política Econômica da Fazenda, Manoel Pires.

A taxa leva em conta a meta de inflação, fixado em 4,5%, e um prêmio de risco.

BALANÇO

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) registrou lucro líquido de R$ 6,2 bilhões em 2015, uma queda de 29,7% em relação aos R$ 8,6 bilhões do ano anterior, informou o banco em comunicado na segunda-feira (28). A perda com ações da Petrobras foi o principal responsável pela queda.

O banco informou ainda que houve aumento de 39,6% no resultado de intermediação financeira (empréstimos que o BNDES concede), alcançando R$ 18,691 bilhões.

Folha de S. Paulo