Notícias

Governo autoriza reajustes de salário e benefícios de funcionários
15/05/2012

 

DE BRASÍLIA - Uma medida provisória publicada ontem pelo governo autoriza reajustes salariais, entre outros benefícios, para quase um milhão de servidores federais ativos, aposentados e pensionistas. O custo do pacote será de R$ 1,5 bilhão ao longo deste ano.


A última vez que o governo lançou um pacote de reajustes e benefícios foi em 2008.


Segundo o Planejamento, o valor já era previsto no Orçamento e se refere desde a aumentos de salário para algumas categorias até a aceleração no tempo de promoção.


Docentes de universidades federais, por exemplo, terão reajuste de 4%, percentual abaixo da inflação. Para eles, a alta será paga retroativamente a março deste ano.


Já para os servidores do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo, que pertencem a carreiras comuns a diferentes órgãos (administradores, engenheiros e cozinheiros, por exemplo), houve aumento nas gratificações por desempenho.


Hoje, existe um sistema de avaliação que dá pontos aos servidores federais. Essa pontuação é transformada em reajuste salarial, e é essa gratificação que foi reajustada.


Os servidores do Plano de Cargos da Previdência Social, Saúde e Trabalho também tiveram gratificações elevadas.


Segundo o ministério, a MP vai substituir o projeto de lei 2.203/2011, enviado ao Congresso em agosto e que trata de reestruturação de cargos e planos de carreiras.


A avaliação do governo é que a aprovação do texto pelo Congresso estava demorada, por isso optou-se pela medida. Os parlamentares ainda têm de aprovar a MP.


Fonte: Folha de S.Paulo/Poder