Notícias

Instituto Butantan ganhará nova unidade de pesquisa para doenças emergentes
21/07/2016

 

Pesquisadores atuarão em diversas frentes, inclusive para combater epidemias como dengue, zika e chikungunya

 

O Instituto Butantan ganhará uma nova unidade de pesquisa, focada em doenças consideradas emergentes. A novidade foi anunciada pelo secretário de Estado da Saúde, David Uip, e pelo diretor do Instituto Butantan, Jorge Kalil.

O grupo de ação rápida para doenças emergentes será instalado no espaço que estava cedido à Secretaria de Cultura, ocupado pelo Paço das Artes. “Com certeza isso é uma possibilidade de avanço muito importante para os setores da ciência e da pesquisa, uma resposta rápida para epidemias e endemias. Entendo que o Estado deverá participar de forma decisiva neste momento”, disse o secretário David Uip.

A unidade reunirá um grupo de 30 pesquisadores do Butantan, que atuará em diversas frentes, desde pesquisas básicas até aplicadas de doenças graves, como a dengue, zika e chikungunya.

Para Jorge Kalil, agora o Brasil tem condições de responder a essas ameaças externas. “A população vai receber como troca vacinas e soros de alta tecnologia médica para resolver essas questões”, disse o diretor do Instituto Butantan.

Do Portal do Governo do Estado