Notícias

Conheça ações do estado de São Paulo que priorizam os idosos
26/07/2016

 

Programa São Paulo Amigo do Idoso reúne ações de inclusão social, desenvolvimento, atenção à saúde, educação e lazer

 

Você sabia que dia 26 de julho é considerado Dia dos Avós? No estado de São Paulo, a população com mais de 60 anos - entre eles muitos vovôs e vovós - contam com iniciativas focadas na melhoria da qualidade de vida.

Lançado em 2012, o São Paulo Amigo do Idoso, por exemplo, propõe o envolvimento de toda sociedade, com a intenção de reunir entidades e órgãos públicos e privados na criação de uma comunidade verdadeiramente amiga do idoso.

O programa reúne ações de inclusão social, desenvolvimento, atenção à saúde, educação e lazer. São 11 secretarias de estado envolvidas, sob a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Social. Em todo o estado, 637 municípios assinaram Termo de Adesão ao programa, comprometendo-se a realizar as ações previstas.

Além disso, a Secretaria de Desenvolvimento Social atua em quatro frentes: Fundo Estadual do Idoso, Implantação de Centros Dia e Centros de Convivência, Cartão Amigo do Idoso e Selo Amigo do Idoso (municípios e empresas).

Centro Dia

Um espaço de acolhimento para idosos semidependentes com idade igual ou superior a 60 anos. A prioridade de atendimento é para os que a família não tem condições de dar atenção e cuidado durante o dia. No fim do dia, o idoso retorna a sua casa.

No centro, o idoso poderá se alimentar gratuitamente, ter atividades de lazer, cultura, sala de convivência com TV e DVD, enfermaria e sala de informática. O local tem capacidade para 50 idosos.

Centro Conviver

Um local onde o idoso pode conhecer pessoas, fazer amizades, se divertir e garantir um envelhecimento com qualidade, esse é o Centro Conviver.

Com o intuito de promover o amadurecimento de maneira ativa e saudável, o Centro Conviver possui áreas de lazer, como salão de dança, e consultórios odontológicos. Todos os serviços são gratuitos.

Cartão Amigo do Idoso

O Cartão Amigo do Idoso foi lançado em março de 2013. O benefício oferece uma bolsa mensal de R$ 100,00 e é direcionado a idosos com idade superior a 80 anos, com renda mensal de até meio salário mínimo. Atualmente, 430 municípios atendem idosos no programa.

Para obter direito ao auxílio, o idoso deve estar registrado no Cadastro Único, mas não pode ser atendido nos programas individuais, tais como Renda Mensal Vitalícia ou Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social.

Do Portal do Governo do Estado