Notícias

Museu da Imagem e do Som abre temporada de cursos e oficinas
29/07/2016

 

O Museu da Imagem e do Som (MIS), da Secretaria da Cultura do Estado, abre inscrições para cursos e oficinas, que serão ministrados entre agosto e dezembro, em suas dependências, na capital paulista (ver serviço). São contempladas várias áreas do conhecimento, como mitologia, história da arte, cinema e fotografia – destaque especial para Frida Kahlo, artista plástica mexicana.

A pintora surrealista nasceu em 1907, nos arredores da Cidade do México, Coyocán, na residência da família La casa azul. Morreu em 1954, após uma vida atribulada, marcada por uniões amorosas intensas com homens famosos (o pintor Diego Rivera e o político León Trotski).

As fotografias pertencentes ao acervo pessoal de Frida Kahlo chegam ao MIS em parceria com o Espaço Cultural Porto Seguro. A coleção já passou por Lisboa (Portugal), Tijuana (México), Kazimierowka (Polônia) e Curitiba (Brasil), entre outros locais, sempre com grande sucesso de público, e poderá ser vista em São Paulo entre 3 de setembro e 20 de novembro.

Acervo revelado – Originalmente pensada para um espaço único, no Brasil a mostra terá montagem diferente de suas exibições anteriores. Embora com idêntico conteúdo, o acervo será dividido entre dois espaços culturais: Frida Kahlo – Suas fotos será exposta no MIS, enquanto Frida Kahlo – Suas fotos | Olhares sobre o México poderá ser vista no Espaço Cultural Porto Seguro (ver serviço).

Para integração entre as instituições, os visitantes poderão utilizar o serviço gratuito de uma van, que transportará o público de um espaço cultural para o outro. As mostras são complementares e o ingresso adquirido no MIS ou no Espaço Cultural Porto Seguro dá acesso livre a ambas exposições; basta o visitante apresentar o bilhete na entrada do museu.

Após a morte de Frida, uma coleção de memórias da emblemática artista ficou guardada por meio século a pedido de seu marido, Diego Rivera, em um banheiro de La casa azul. Somente em 2007, a equipe da Casa teve autorização para abrir esse banheiro e, na data, um conjunto de 6,5 mil fotografias do acervo de Frida foi revelado.

Fotografia – Após seleção de 241 imagens desse acervo, Pablo Ortiz Monastério elaborou a exposição Frida Kahlo – Suas fotos dividida em seis seções temáticas pertinentes à trajetória de vida da artista. A seleção revela desde a infância até períodos da vida adulta, com imagens de autoria de seu pai e seu avô materno (fotógrafos profissionais), além de momentos eternizados pela própria artista e seus amigos fotógrafos Gisèle Freund e Nickolas Muray, entre outros.

Enquanto as exposições não são abertas, interessados podem participar de oficinas e cursos sobre a vida e obra da célebre mexicana, para os quais já estão abertas as inscrições. Um deles é Afetos (re)impressos (21 de setembro) e Frida Kahlo no cinema, de Paul Leduc (27 de outubro). As aulas para os demais cursos têm início entre agosto e dezembro.

Sempre em destaque na programação regular do MIS, a fotografia terá, neste semestre, mais de cinco modalidades, para todos os gostos e níveis de conhecimento. Começa com Noções básicas, no próximo dia 16; Introdução à fotografia como arte – Módulo I (22 de agosto); Curso completo de fotografia (15 de agosto); Photoshop (20 de setembro); Fotografia criativa e projetos autorais (29 de setembro); e Fotografia de retrato (24 de outubro).

Roteiro – Para quem deseja iniciar sua trajetória cinematográfica, o MIS oferece Curso básico de roteiro – A anatomia de um filme (19 de setembro), no qual os participantes desenvolvem noção clara da engenharia básica de qualquer bom roteiro de cinema.

Apreciadores da vida de consagrados cineastas não podem perder o curso 20 Anos sem Krzysztof Kieslowski (21 de setembro). O polonês foi um dos grandes diretores humanistas do cinema mundial, imprimindo uma visão ímpar e sensível aos complexos e universais sentimentos humanos.

O tradicional curso de História da arte do MIS, idealizado por Luiz Felipe Pondé e com participação de Fernando Amed, abre nova turma para seu primeiro módulo no dia 2, terça-feira. A partir do ponto de vista cronológico, o aluno aprenderá sobre as manifestações artísticas ocorridas desde a pré-história até a arte contemporânea.

Fascínio – O curso História da arte no Brasil – Módulo I (19 de setembro) propõe uma análise do modelo desenvolvido no País a partir da chegada da Missão Artística Francesa, que funda aqui a Academia de Belas Artes.

Em setembro, dia 1º, dois novos cursos irão investigar questões míticas que rondam a cultura do homem desde os primórdios. Eros e religião – Da mitologia à neurociência enfoca o desejo de fusão do divino com a pessoa amada. Os alunos estudarão tópicos como Deuses amantes e o destino do ser humano; As prostitutas sagradas; e O êxtase da fé e do amor.

Outra incursão ocorrerá em 1º de dezembro, com As origens da fantasia. A ideia é instigar os participantes à exploração da arte fantástica nos dias atuais. Afinal, o que é a magia? Como ela surgiu em nossa cultura e como foi transformada em material de histórias? Por que esse tema exerce tanto fascínio ainda hoje em nossa sociedade?

DOE, Executivo I, 29/07/2016, p. I