Notícias

Conheça o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito
07/08/2016

 

De acordo com dados do INFOSIGA SP, houve uma queda de 17% no número de pedestres mortos no primeiro semestre de 2016

 

O Dia Mundial do Pedestre é comemorado nesta segunda-feira (8). Foi nessa mesma data no ano de 1969, que a eterna imagem dos Beatles atravessando a faixa de pedestres em Abbey Road, em Londres, foi clicada pelo fotógrafo Iain McMillian.

O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito – iniciativa lançada em 2015 e inspirada na Década de Ação Pela Segurança Viária (2011 a 2020), estabelecida pela Organização das Nações Unidas, para chamar a atenção para a questão da violência no trânsito – aproveita a ocasião para relembrar alguns cuidados importantes para os pedestres adotarem no dia a dia e garantir a segurança de todos. Afinal de contas, o atropelamento de pedestres é a 2ª maior causa de mortes por acidentes no Estado de São Paulo.

De acordo com dados do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (INFOSIGA SP – SP), houve uma queda de 17% no número de pedestres mortos no primeiro semestre de 2016 se comparado ao mesmo período de 2015, reduzindo de 879 para 729 o número de vítimas. Desse total, 72% pertencem ao sexo masculino e 33 % estão dentro faixa etária de 60 anos ou mais.

Dentre os 15 municípios*, que possuem convênio com o Governo do Estado de São Paulo para investimentos em iniciativas voltadas para fiscalização, sinalização e educação para o trânsito, vale ressaltar os resultados positivos alcançados na redução de morte de pedestres em: Praia Grande com a diminuição de 84% (perímetro urbano + rodovia) e de 93% (perímetro urbano); em Itanhaém com a queda de 89% (perímetro urbano + rodovia) e 88% (rodovia); em Atibaia com a queda de 71% (rodovias) e em Sorocaba com o decréscimo de 50% (rodovias).

Essas quedas positivas colaboram com a meta do governo do Estado de reduzir em 50% o total de vítimas fatais no trânsito no Estado de São Paulo até 2020.

Algumas dicas simples para os pedestres:

- Antes de atravessar a rua, olhe para os dois lados;

- Atravesse na faixa de pedestre, respeitando a sinalização;

- Não atravesse a rua usando o celular ou fone de ouvido;

- Carros, ônibus e árvores são pontos cegos. Não atravesse por trás deles;

- Antes de atravessar na frente de veículos, certifique-se de que você foi visto pelo motorista;

- Em estradas, caminhe na contramão dos carros e só atravesse pela passarela;

- Só desembarque de veículos pelo lado da calçada.

O pedestre é o elo mais frágil no trânsito e é preciso transitar com atenção redobrada, atitudes gentis e respeitá-lo acima de tudo.

Sobre o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito

O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito foi lançado em agosto de 2015 e tem como principal objetivo reduzir pela metade as vítimas fatais no trânsito no Estado até 2020.

O comitê gestor é coordenado pela Secretaria de Governo e composto por mais oito Secretarias de Estado: Casa Civil, Segurança Pública, Logística e Transportes, Saúde, Direitos da Pessoa com Deficiência, Educação, Transportes Metropolitanos, Planejamento e Gestão, responsáveis por construir um conjunto de políticas públicas para redução de vítimas de acidentes de trânsito no estado.

Para que a meta de redução de 50% no número de vítimas fatais em decorrência de acidentes de trânsito seja alcançada, o Governo vem intensificando esforços em atividades voltadas a educação no trânsito, segurança das vias e veículos, além de gestão nas respostas para acidentes.

O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito acontece também com o envolvimento da sociedade civil, a parceria técnica da Consultoria FALCONI e a parceria estratégica do Centro de Liderança Pública – CLP.

As empresas engajadas são - Ambev, Abraciclo, Arteris, Banco Itaú, Porto Seguro, Optas e Grupo Ultra. Dentre os apoiadores, a Ambev, por exemplo, investe em tecnologia e treinamento para garantir a segurança de seus funcionários, que trabalham em uma frota de mais de 12 mil veículos, entre motocicletas, carros e caminhões. Já a Arteris possui o Projeto Escola, que ao longo de 15 anos, já beneficiou mais de 269 mil alunos de 545 escolas da rede pública de ensino. Essa iniciativa parte da premissa que a educação é o melhor caminho para humanizar o trânsito, torná-lo mais seguro e criar condições para o respeito à vida em nossas estradas e cidades.

Ele envolve alunos do ensino infantil, fundamental e médio e EJA (Educação para Jovens e Adultos) de 132 municípios vizinhos às estradas administradas pela Arteris.

Sobre o INFOSIGA SP

Lançado em fevereiro, o relatório INFOSIGA SP traz informações mensais sobre óbitos e acidentes com vítimas em consequência de ocorrências no trânsito. A publicação refere-se sempre ao mês anterior, com dados de acidentes no Estado de São Paulo, incluindo seus 645 municípios, que ficam disponíveis através do site www.infosiga.sp.gov.br.

Sobre o Convênio com os Municípios

Em fevereiro de 2016, O Governador assinou convênios com 15 municípios - Amparo, Atibaia, Barretos, Catanduva, Fernandópolis, Itanhaém, Jacareí, Piedade, Praia Grande, Registro, Ribeirão Preto, São Carlos, São José do Rio Preto, São Roque e Sorocaba. No total, estão sendo investidos R$ 10,5 milhões de recursos do Estado para investimentos em iniciativas voltadas para fiscalização, sinalização e educação para o trânsito.

Foram considerados municípios com números médios superiores a 15 óbitos por 100 mil e escolhidos por faixa populacional (até 100 mil habitantes, até 200 mil, até 400 mil e acima de 400 mil).

Nestes municípios, estão sendo realizadas visitas de diagnóstico e construídos planos de ação para antecipar situações e realizar melhorias com relação à infraestrutura, fiscalização e conscientização. Um dos exemplos é a formação de um Comitê de Segurança de Trânsito em cada município. O comitê é composto por representantes dos órgãos e setores com atuações relacionadas ao tema (Polícias Militar e Civil; Setores de Engenharia de Tráfego, Educação e Fiscalização no Trânsito; Unidades de Saúde/Hospitais; SAMU; Corpo de Bombeiros; DETRAN; Concessionárias, DER) com o objetivo de realizar análises e levantamentos de causas e definições de soluções para a redução de acidentes e óbitos nos municípios.

Do Portal do Governo do Estado