Notícias

Alckmin e presidente da Hungria conversam sobre política externa
11/08/2016

 

Encontro aconteceu em São Paulo, no Palácio dos Bandeirantes

 

O governador Geraldo Alckmin e a primeira-dama Lu Alckmin receberam no Palácio dos Bandeirantes, nesta quinta-feira (11), o presidente da Hungria János Áder e sua esposa, a primeira dama Anita Herczegh. Política externa húngara, olimpíada, gestão hídrica e outros assuntos relacionados à água foram os principais temas do encontro.

Por meio de investimentos e intercâmbio comercial, a Hungria quer dobrar os negócios com o Brasil até 2018. O presidente Áder falou da nova estratégia de política externa húngara colocada em prática desde 2015. Gestão e recursos hídricos também foram temas discutidos como prioridade na reunião. A Hungria faz parte de um painel de alto nível composto por 12 chefes de estado para discutir o setor "água". O painel foi criado em janeiro deste ano pelo secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas) Ban-Ki Moon e pelo presidente do Banco Mundial Jim Yong Kim.

"Foi uma conversa muito positiva e, o presidente Áder é um homem apaixonado pela água e uma das principais autoridades da ONU na questão da água e, portanto, um grande amigo do nosso professor Benedito Braga, que é o presidente do Conselho Mundial das Águas", disse Alckmin.

Durante o encontro Alckmin ofereceu ao presidente húngaro um quadro com fotos da "Ponte Comunidade Húngara", que fica no bairro do Piqueri, na capital paulista e é uma homenagem ao povo que vive no país. Mais de 70% dos húngaros erradicados no país vivem em São Paulo. Em contrapartida o governador recebeu uma gravura da Ponte das Correntes de Budapeste.

Participam do encontro o secretário de Saneamento e Recursos Hídricos e presidente do Conselho Mundial da Água, Benedito Braga, a embaixadora Débora Barenboim, o vereador Mário Covas Neto, o Zuzinha, e o maestro Julio Medáglia. Na delegação húngara esteve presente o embaixador da Hungria Norbert Konkoly, a diretora geral da Presidência Maria Haszonicsné Ádám, a diretora de Imprensa Anita Altorjai, o diretor de Relações Internacionais Laszlo Szoke, o ajudante de Campo Laszlo Szego e o cônsul-geral da Hungria em São Paulo Zsolt Maris.

Hungria em São Paulo

Cerca de 100 mil húngaros vivem no Brasil, 70% deles no estado de São Paulo. Até o momento não existem termos de cooperação entre os governos da Hungria e de São Paulo.

Em abril do ano passado, o Consulado da Hungria foi aberto em São Paulo. Na mesma data, a USP iniciou um curso de extensão da língua e da cultura húngara.

Do Portal do Governo do Estado