Notícias

Operação Bicho Bom encontra irregularidades em produtos de uso veterinário
22/08/2016

 

Operação Bicho Bom encontra irregularidades em produtos de uso veterinário

 

A Operação Bicho Bom do IPEM-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo) encontrou irregularidades em 25% dos produtos avaliados durante fiscalização de itens voltados para animais. De 52 produtos avaliados, 13 estavarm irregulares. Os produtos com maior índice de problemas foram os alimentos para gatos.

O levantamento inspecionou produtos para uso veterinário produzidos no Brasil e também vindos do exterior. Foram avaliados itens como ração, vacinas, suplementos, remédios, energéticos, antissépticos, bactericidas, brinquedos, produtos para limpeza, banho e sanitários voltados para aves, cães, gatos, coelhos, peixes, répteis, roedores, suínos, bovinos, ovinos, caprinos e equinos.

As amostras foram coletadas pelos fiscais do instituto em pontos de venda de pequeno, médio e grande porte em todo o estado. A avaliação aconteceu simultaneamente nos laboratórios do IPEM-SP localizados em Bauru, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São Carlos, além do posto da capital.

Resultados

Dos 11 produtos fiscalizados na capital, três (28%) apresentaram problemas. As irregularidades estavam em alimentos voltados para cães, sendo que as amostras coletadas apresentaram menos produto do que o descrito na embalagem.

Em São José do Rio Preto os fiscais avaliaram 11 produtos, dos quais sete (64%) apresentaram problemas de quantidade. Em uma marca de petiscos para cães, as amostras apresentaram falta de produto.

A fiscalização em Ribeirão Preto avaliou 10 itens e dois (20%) registraram problemas. Em todos os casos, os produtos irregulares eram de alimento para cães. Em um dos casos os fiscais constataram falta de até 17g em embalagens de 900g de ração.

Veja mais detalhes da operação aqui.

Do Portal do Governo do Estado