Notícias

Prêmio São Paulo de Literatura prestigia autores
7/10/2016

 

Em sua nona edição, a premiação oferecida pelo Governo de SP permite que escritores estreantes e veteranos vivam do que mais amam: a literatura

 

O Governo do Estado entrega na noite da próxima segunda-feira (10) o Prêmio São Paulo de Literatura, concedido pela Secretaria de Estado da Cultura, para estimular a carreira de escritores estreantes e veteranos.
O prêmio está em sua nona edição e mantém duas categorias específicas para estreantes criadas em 2013, com idade inferior e superior aos 40 anos: "Autor Estreante - 40" e "Autor Estreante + 40". A categoria "Melhor Romance do Ano" premia o autor veterano com R$ 200 mil, em dinheiro. Os dois romancistas iniciantes recebem R$ 100 mil cada.

Entre os escritores já premiados está o potiguar Estevão Azevedo, autor de "Tempo de Espalhar Pedras" (Editora Cosac Naify), considerado o melhor romance publicado no país, em 2014. O livro desbancou escritores como Chico Buarque de Hollanda, Cristovão Tezza e Silviano Santiago e abriu as portas de editoras para o autor. Após o prêmio, Azevedo conseguiu editora para republicar o romance premiado e outro de seus livros "Nunca o Nome do Menino".

O escritor Jacque Fux foi o premiado da edição 2013, na categoria "Autor Estreante - 40", com o romance "Antiterapias" (Editora Scriptum). O prêmio lhe deu a oportunidade para ingressar no mundo literário e viver do ofício de escritor, que concilia com a carreira de acadêmico. "Foi a realização de um sonho vencer o Prêmio São Paulo de Literatura, pois eu já sabia que este é o único que dá visibilidade aos estreantes", afirma.

Paula Fábrio atribui ao prêmio a exposição que não conseguiu alcançar com seu primeiro romance. Seu outro romance, "Desnorteio" (Editora Patuá), conquistou o Prêmio São Paulo de Literatura, na categoria "Autor Estreante + 40". "Se hoje posso me dedicar à literatura é porque o prêmio me proporcionou exatamente isso: uma carreira de escritora que representa 50% da minha vida profissional". A autora procura ganhar o seu segundo prêmio, desta vez na categoria "Romance do Ano", com o livro " Um Dia Toparei Contigo" (Editora Foz).

Premiado em 2010, na categoria "Romance do Ano", o autor de "Minha alma é irmã de Deus", o pernambucano Raimundo Carrero, investiu o prêmio de R$ 200 mil na construção de um centro cultural em sua cidade. O centro cultural que leva o seu nome, no bairro do Espinheiro, em Recife, permitiu ao autor realizar um antigo sonho, o de promover atividades como simpósios, debates, exposição de filmes e oficinas de criação literária administradas pelo próprio Raimundo Carrero. O escritor disputa de novo o prêmio com "O Senhor Agora Vai Mudar de Corpo".

SERVIÇO
Entrega do Prêmio São Paulo de Literatura
Segunda-feira (10), às 20h
Biblioteca Parque Villa Lobos
Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 2001 - Alto de Pinheiros, São Paulo

Do Portal do Governo do Estado