Notícias

Sistema Detecta ganha 97 novas câmeras de monitoramento
18/10/2016

 

Incorporação dos equipamentos acontece a partir de novembro, anunciou Alckmin nesta terça-feira (18)

 

A partir de novembro deste ano, o Detecta, sistema de monitoramento inteligente implantado pelo Governo do Estado de São Paulo, vai incorporar mais 97 câmeras, instaladas pela prefeitura em todas as regiões da capital.

Desde a assinatura do convênio entre o Estado e a prefeitura, em julho passado, já estão integradas ao Detecta 178 câmeras de monitoramento das 900 que se pretende agregar ao sistema, de forma progressiva.

O anúncio da incorporação, bem como dos resultados obtidos nos últimos dois meses, foi feito pelo governador Geraldo Alckmin nesta terça-feira (18). "Estamos ampliando esse trabalho e todos os dias mais câmeras de vídeo estão sendo integradas", disse.

"Antes era um arquipélago isolado e agora integramos todos os bancos de dados das polícias civil, científica e militar. O sistema é um 'Big Data' da polícia, extremamente eficiente", afirmou Alckmin ao destacar as características do sistema e a sua ampliação.

De agosto passado até 17 de outubro deste ano, as câmeras com leitores de placa da prefeitura emitiram 12.023 alertas ao Copom (Centro de Operações da Polícia Militar). Como resultado, foram realizadas 539 prisões em flagrante, interceptados 402 veículos e apreendidas 22 armas de fogo.

Resultados

Alckmin comentou o resultado da incorporação ao sistema das câmeras de vídeo, tanto do setor público como do setor privado, câmeras de rodovias estaduais, federais e municipais, além de órgãos do governo como a Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) e DER (Departamento de Estradas de Rodagem).

"Essas imagens passam pelo sistema de vídeo analítico de um software inteligente e trazem bons resultados. Não apenas com relação aos veículos, mas também elucidando e ajudando a prender sequestradores, fugitivos, estelionatários, enfim, um trabalho e uma ferramenta muito importante para a segurança Pública", afirmou o governador, que também elogiou a postura dos policiais que trabalham com o sistema. "Não adianta ter uma boa tecnologia se não se tem uma polícia preparada para o serviço", completou.

Exemplos

Casos importantes foram solucionados no período dos últimos dois meses, graças à interligação ao sistema das câmeras da prefeitura. Somente na última sexta-feira (14) foram três ocorrências que mostram a eficiência do sistema.

Pela manhã, os policiais militares receberam um alerta sobre um veículo suspeito trafegando na Avenida Washington Luís, zona sul de São Paulo. Os oficiais que o interceptaram detiveram um casal que transportava 60 aves silvestres no banco traseiro e no porta-malas do carro.

No mesmo dia, policiais do Policiamento de Trânsito (CPtran) recuperaram na Marginal Tietê um carro que havia sido roubado em Osasco e conseguiram prender o autor do crime, um fugitivo da cadeia de Itirapina, no interior do Estado.

Outra equipe deteve, ainda na sexta-feira, três homens que mantinham uma mulher e seu filho como reféns, no veículo da vítima, na Freguesia do Ó, zona norte da cidade. O flagrante foi feito depois que os policiais conseguiram interceptar o veículo roubado e impedir que a casa da mulher fosse assaltada. Em todos os três casos, as imagens feitas pelas câmeras foram fundamentais para a ação policial.

O Detecta

Muito mais que um sistema de monitoramento inteligente, o sistema Detecta é o maior Big Data (conjunto de informações armazenadas) da América Latina, que integra bancos de dados das polícias paulistas, como os registros de ocorrências, Fotocrim (banco de dados de criminosos com arquivo fotográfico), cadastro de pessoas procuradas e desaparecidas, dados do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), registro de veículos furtados, roubados e clonados.

Atualmente, 559 câmeras de videomonitoramento estão ligadas ao sistema Detecta no Estado. Desde a implantação, os alertas gerados pelo Detecta ajudaram as polícias a prender 2.419 pessoas, interceptar 1.631 veículos e apreender 134 armas de fogo.

Do Portal do Governo do Estado