Notícias

Educação e OAB-SP lançam cartilha de prevenção ao cyberbullying nas escolas
04/12/2016

 


Não restam dúvidas sobre o benefício da tecnologia na educação. A questão, porém, é saber qual o limite de aplicativos e redes sociais dentro dos ambientes escolares. Mais ainda: o que os professores devem fazer diante de episódios de cyberbullying. Atenta a isso, a Ordem dos Advogados do Brasil Secção São Paulo (OAB-SP), com o apoio da Secretaria da Educação do Estado, elaborou o Guia do professor sobre prevenção ao bullying, cujo lançamento ocorreu no dia 1º, durante a realização do 1º Seminário de Educação Digital, na sede da secretaria, na capital paulista.


O material reúne questões legais e éticas que buscam ajudar no atendimento dentro e fora de sala de aula. A proposta é que a cartilha se some ao trabalho já realizado na rede estadual com os ‘professores mediadores’ e o Sistema de Proteção Escolar. Desde 2010, o programa capacita educadores para que intervenham diretamente na prevenção e mediação de conflitos em unidades de ensino fundamental e médio.


O bullying e as consequências desse tipo de intimidação também são temas recorrentes de ações da OAB Secção São Paulo. No ano passado, a entidade formalizou a Comissão de Direito Antibullying. O grupo age em consonância à Lei federal nº 13.185, que estabeleceu o Programa acional de Combate ao Bullying e à Violência na Escola.


DOE, Executivo I, 03/12/2016, P.IV