Notícias

Conjuntos habitacionais da CDHU terão energia solar
22/12/2016

 

Projeto piloto servirá de modelo para futuros empreendimentos

 

4 unidades habitacionais do Conjunto Habitacional em Pontes Gestal e em mais oito moradias do Conjunto Habitacional em Elisiário, ambos na região de São José do Rio Preto. Outros projetos semelhantes serão desenvolvidos para 93 moradias em São José dos Campos e 104 unidades na cidade de São Paulo.

Na segunda fase, os custos que devem ser menores do investimento inicial serão incorporados ao valor dos empreendimentos. Porém, o preço total dos imóveis deve permanecer dentro dos padrões do programas da CDHU.

Até 80% de economia

O convênio de cooperação entre as secretarias foi assinado na quarta-feira (22). O projeto será financiado com recursos do Fundo de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

A estimativa é de economia de até 80% nos custos de geração de energia de cada família. Em 2015, as 16 milhões de residências no Estado foram responsáveis por 30% da energia consumida, segundo o balanço energético publicado em setembro pela Secretaria de Energia e Mineração.

A CDHU já tem a experiência da economia gerada com a instalação de aquecedores solares nos conjuntos habitacionais. O uso desses equipamentos nas moradias habitacionais gerou uma redução de energia de 12,7 MHW/mês, o que equivale ao consumo mensal de uma cidade de 311 mil habitantes, como Presidente Prudente, por exemplo.

Segundo estudo da Subsecretaria de Energias Renováveis (os resultados do estudo estão na página da Secretaria de Energia e Mineração www.energia.sp.gov.br), o potencial de energia solar do Estado é de 12 TWh/ano.


O resultado é equivalente ao consumo residencial de energia elétrica da cidade de São Paulo, de 10 TWh/ano (confira aqui quais são os 15 municípios que mais consomem energia elétrica no Estado).

Do Portal do Governo do Estado