Notícias

Casa Paulista fomenta criação de moradias sociais
16/01/2017

 

Parceria entre governo estadual atende municípios com grande demanda habitacional

 

Criado para fomentar e valorizar a produção de moradias sociais, um dos principais focos do programa Casa Paulista, da Secretaria de Estado da Habitação, é a integração entre os programas federais e estaduais.

A proposta é complementar os recursos de investimento e subsídios necessários para a produção de moradias de qualidade nos municípios paulistas com grande demanda habitacional.

A Secretaria da Habitação, por meio da Agência Casa Paulista, complementa os recursos do Programa Minha Casa Minha Vida, que atende famílias com renda bruta mensal de até R$ 1.800, com prioridade para as que vivem em áreas de risco, rurais, favelas e em mananciais.

O Governo do Estado investe até R$ 20 mil por unidade habitacional. É de responsabilidade dos agentes financeiros (Caixa ou Banco do Brasil) contratar e gerenciar as obras, além de informar os investimentos totais dos empreendimentos, bem como solicitar os recursos financeiros complementares ao Governo Estadual. Cabe ao Município indicar e cadastrar a demanda.

Por meio da Agência Casa Paulista, são viabilizadas as operação dos fundos habitacionais instalados. No total, 118 municípios já foram atendidos e 44.348 unidades entregues. Atualmente, estão em andamento 65.291 unidades habitacionais.

Casa Paulista

A Agência Casa Paulista foi criada em setembro de 2011 pelo Governo do Estado de São Paulo para fomentar a habitação de interesse popular e acelerar o atendimento à demanda habitacional em território paulista.

Classificada como marco substancial de mudança na política habitacional em São Paulo, estabelece parcerias, capta recursos junto a governos, agentes financeiros e iniciativa privada e destina subsídios e microcréditos para viabilizar ou melhorar as condições de moradias para famílias de baixa renda, especialmente entre um a cinco salários mínimos.

Do Portal do Governo do Estado