Notícias

Operação Carnaval une órgãos do governo para reforçar segurança no Estado
24/02/2017

 

Operação Carnaval da Polícia Militar contará com uma média diária de mais de 8 mil policiais; só no litoral serão 1.901 homens a mais

 

O bloco do Governo do Estado de São Paulo já está pronto para o Carnaval 2017. O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta sexta-feira (24) uma grande operação que envolve diversos órgãos estaduais para garantir mais segurança durante todo o feriado prolongado. As ações envolvem reforço policial nas estradas, capital e litoral, aumento na fiscalização, campanhas de conscientização e operação diferenciada no metrô.

“Nós estamos mobilizando uma média diária de 8 mil policiais militares que vão reforçar a segurança na Operação Carnaval. São 1.420 viaturas, 18 helicópteros Águia e o policiamento rodoviário está reforçado com 1.220 policiais militares além do patrulhamento tradicional”, anunciou o governador.

Os 16 municípios do litoral norte e sul receberam o reforço de mais 1.901 policiais militares, que se somarão ao efetivo local. A Polícia Militar contará com 354 bafômetros e 70 radares portáteis para fiscalização de velocidade.

Na Capital, as regiões da Vila Madalena e do Sambódromo do Anhembi receberão ações especiais. A PM atuará em conjunto com órgãos da Prefeitura, como SPTuris e Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), além de organizadores de eventos carnavalescos.

Todos os esforços, destacou Alckmin, são para garantir segurança, diminuir acidentes rodoviários e colaborar para uma festa feliz para todos. “O Carnaval é uma festa muito bonita, alegre, e queremos que não seja motivo de tristeza. Toda a segurança para as famílias e para os que participam no Carnaval”, afirmou.

Ações

O cinturão eletrônico de câmeras de monitoramento do Detecta que cobre o litoral do Estado até o Alto Tietê também faz parte da operação. O sistema recebe alertas em tempo real sobre roubos e furtos de veículos e outras situações suspeitas ocorridas em vias do litoral paulista e estradas que dão acesso às regiões. O sistema interliga 390 câmeras OCRs (que fazem a leitura de placas de veículos), mais outras 2.334 câmeras de videomonitoramento em municípios e estradas.

O Detecta é considerado o maior big data da América Latina. Ele integra bancos de dados das polícias paulistas (como RDO, Fotocrim, cadastro de pessoas procuradas e desaparecidas, dados do Detran, registro de veículos furtados, roubados e clonados).

As ações de conscientização também fazer parte da Operação Carnaval, especialmente sobre os perigos de misturar bebida e direção. O Detran.SP e a ARTESP estão unidos na campanha “No Carnaval você pode virar o que quiser. Só não vire estatística!”, que inclui mensagens nas redes sociais, aplicativos (Waze e Spotify), distribuição de brindes, anúncios em rádios, jornal e relógios de rua, painéis de estradas, praças de pedágio e atividades em blocos de carnaval. Os foliões poderão ouvir, curtir e dançar com jingles animados preparados em ritmo de Carnaval, disponíveis no link www.goo.gl/se2kWY.

A Operação Carnaval envolve ações do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito – programa do Governo do Estado de São Paulo que tem como objetivo reduzir o número de óbitos no trânsito, ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), Detran.SP, DER (Departamento de Estradas de Rodagens), Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Militar e Metrô.

Do Portal do Governo do Estado