Notícias

Procon-SP divulga lista de empresas mais reclamadas em 2016
17/03/2017

 

Ranking Estadual contém 50 fornecedores, empresas ou grupo de empresas que mais geraram reclamações fundamentadas

 

A Fundação Procon-SP divulgou o Ranking de Reclamações de 2016, que apresenta as empresas e setores mais reclamados e, também, os índices de soluções, que servem como parâmetro para os consumidores conhecerem os fornecedores e como eles atendem as demandas de seus clientes. Confira aqui a lista completa.

O Ranking Estadual contém 50 fornecedores, empresas ou grupo de empresas que mais geraram reclamações fundamentadas, ou seja, demandas de consumidores que, não solucionadas em fase preliminar de atendimento, geraram a abertura de processo administrativo. Ao todo foram registrados 894.845 atendimentos entre consultas, orientações, carta de informações preliminares e reclamações. Destes, 55.539 geraram reclamações fundamentadas.

Destaques

Em 2016, o Grupo que liderou o Ranking teve um total de 4.704 registros. Apesar da diminuição em seus números em comparação a 2015 o grupo piorou seu índice de solução, passando de 77% para 74% em 2016.

Já no segundo grupo é a primeira vez que uma rede varejista ocupa um lugar de destaque entre as mais reclamadas, à frente de empresas dos segmentos de telecomunicações e instituições financeiras, historicamente com mais demandas nos Procons. A maior parte das reclamações do grupo está concentrada no seu e-commerce (89%), na grande maioria relacionadas a não entrega de produtos.

Em terceiro lugar um grupo de telefonia com 4.022 registros voltando a aumentar seu número de reclamações em relação a 2015.

Baixas soluções

O destaque negativo em relação ao índice de solução em 2016 foram as chamadas associações de aposentados, que além de liderarem o setor de serviços privados, do total de 1.357 registros somente 18 consumidores tiveram seus pedidos atendidos.

Do Portal do Governo do Estado