Notícias

Você sabia que uma viagem pode ser um impedimento para doar sangue?
24/03/2017

 

Alguns destinos podem ser áreas endêmicas ou zonas de surto de algumas doenças; Pró-Sangue divulga lista de cidades e países

 

Você sabia que uma viagem pode ser um impedimento temporário ou definitivo para doar sangue? Isso ocorre porque existem destinos que são áreas endêmicas ou zonas de surto de algumas doenças.

A Pró-Sangue recomenda que as pessoas se informem junto aos hemocentros de sua cidade se determinada viagem é um impedimento à doação. Também é possível esclarecer dúvidas através do Alô Pró-Sangue, que atende pelo telefone 0800 55 0300.

Confira a lista de lugares que podem impactar na doação de sangue:

EUA – a pessoa só poderá doar 30 dias após o retorno da viagem;
América Latina – para quem visitou países com prevalência de malária, o impedimento à doação é de 12 meses após o retorno;
África – para quem visitou países com prevalência de malária, o impedimento à doação é de 12 meses após o retorno;
Ásia – para quem visitou países com prevalência de malária, o impedimento à doação é de 12 meses após o retorno;
Brasil – quem viajou para regiões com prevalência de malária (estados da região Norte, Mato Grosso e Maranhão) só pode doar 12 meses após o retorno;
Brasil – quem viajou para regiões com surto de febre amarela só pode doar 30 dias após o retorno;
Outros países – quem esteve em regiões com surto de febre amarela só poderá doar 30 dias após o retorno;
Europa – quem morou mais de cinco anos consecutivos ou intermitentes na Europa após 1980, não pode mais doar sangue.

Do Portal do Governo do Estado