Notícias

Governo do Estado e Prefeitura de SP retomam programa Córrego Limpo
03/04/2017

 

Interrompido em 2012, o trabalho de recuperação das águas que inclui rios e mananciais ganha novo impulso

 

Melhorar a qualidade da água dos mananciais, rios e córregos, esse é o objetivo do programa Córrego Limpo, que foi retomado nesta segunda-feira (3) pelo Governo do Estado, Prefeitura de São Paulo e Sabesp

O programa havia sido interrompida em 2012, por problemas de continuidade da prefeitura, e razão disso sofreu perdas no período. Com o início de nova parceria entre o Governo do Estado e a atual administração da prefeitura, foi assinado uma cláusula de obrigatoriedade de adesão, para impedir novas interrupções e ampliar o trabalho para outros córregos.

“Nós estamos reiniciando um programa importantíssimo que é o Córrego Limpo. Isso significa recuperar os nossos córregos e ribeirões, limpando a sujeita, fazendo canais, tudo isso por parte da prefeitura. Já a Sabesp faz a ligação e coleta de esgoto. Então de um lado a Sabesp tira o esgoto dos córregos e de outro a prefeitura faz a limpeza”, explica o governador Geraldo Alckmin, que participou da cerimônia de retomada do programa.

“Aqui, o Córrego Cruzeiro do Sul é um bom exemplo, a gente vê no painel como era e como ficou depois da intervenção. A meta é recuperar 69 dos 149 córregos e iniciar um programa com novos córregos, nesse projeto de recuperar as águas na cidade de São Paulo”, acrescentou Alckmin.

Resultados

Do total de 149 córregos recuperados inicialmente pelo programa criado em 2007, 69 serão alvos da retomada do programa, já que 47 ficaram sem manutenção no período de interrupção e 22 foram prejudicados por invasões das margens. Grupo técnico que reúne profissionais da Sabesp e Prefeitura, estuda a inclusão no programa do córregos Uberaba e Casa Verde.

O córrego Mandaqui, na zona norte, está entre os córregos que foram recuperados pelo programa. A Sabesp fez uma varredura em 440 km de redes coletoras de esgotos para fazer reparos e melhorias e detectar lançamentos clandestinos. Foram instalados 10 km de tubulações para coleta e afastamento de esgoto e executadas 455 novas ligações domiciliares. Com investimento de R$ 18 milhões, mais de 40 Km de cursos d’água foram limpos, sendo 7,75 km do próprio Mandaqui e mais 33 km de seus afluentes.

No Córrego Cruzeiro do Sul, em São Miguel Paulista, zona leste, foram instalados 3,5 km de rede para coleta e afastamento de esgotos e executadas 596 ligações de esgoto. A Sabesp investiu R$ 3,5 milhões. Como resultado, mais de 2,2 km de cursos d’água desaguam limpos no Rio Tietê.

Do Portal do Governo do Estado