Notícias

Conheça 5 programas do Governo do Estado para cuidar da saúde
09/04/2017

 

São Paulo conta com equipamentos e atendimento moderno na rede hospitalar e também em pesquisas médicas

 

O Estado de São Paulo conta com equipamentos e atendimento moderno na rede hospitalar e também em pesquisas médicas. O atendimento à população vai do SUS (Sistema Único de Saúde) aos Ambulatórios Médicos de Especialidade (AME).

A Secretaria da Saúde também mantem hospitais especializados na saúde da mulher e do homem que, além do atendimento regular, desenvolvem programas e campanhas de prevenção de doenças cardíacas e do câncer.

Conheça alguns dos serviços:

Mulheres de Peito
As carretas da mamografia do programa Mulheres de Peito rodam pelos municípios do Estado para oferecer exames de prevenção do câncer de mama. O alvo principal da campanha são mulheres de 50 a 69 anos de idade, que estão dispensadas de apresentar solicitação médica para fazer os exames.

A campanha é realizada durante um mês específico do ano (Outubro Rosa), mas o programa é permanente. Os exames podem ser feitos nas mais de 300 unidades hospitalares – Ames (Ambulatórios Médicos de Especialidades), hospitais e clínicas -, mediante agendamento pelo telefone: 0800 7790000, a cada dois anos, no mês de aniversário. Mulheres nascidas nos anos pares agendam os exames nos meses pares, e a que nasceram nos anos impares devem fazer o exame nos anos impares.

Dose Certa
A população pode retirar medicamentos gratuitamente nas unidades do Dose Certa, programa de Assistência Farmacêutica da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Os medicamentos são fabricados pela Furp (Fundação para o Remédio Popular) e estão disponíveis nas 12 unidades de Farmácia Dose Certa, localizadas nas estações mais movimentadas do metrô, em alguns hospitais da cidade de São Paulo e estações da CPTM. Confira aqui a relação das unidades.

São distribuídos 54 tipos de medicamentos, entre os quais de controle de pressão (anti-hipertensivos) e diabetes (hiploglicemiantes), antibióticos, anti-inflamatórios, e medicamentos para a saúde mental.

Para retirar os medicamentos, é necessária a apresentação do cartão do SUS (Sistema Único de Saúde) e receita médica emitida por serviços médicos de saúde (confira aqui outros procedimentos que devem ser observados).

AME: atendimento com especialistas
Os Ambulatórios Médicos de Especialidades (AME) são postos descentralizados de atendimento que contam com médicos de diferentes especialidades (acupuntura, cardiologia, endocrinologia, oftalmologia, neurologia, entre outros).

Criado para tornar mais rápido o atendimento na rede pública de saúde, o AME oferece em suas unidades exames que vão desde a um simples Raio-X aos procedimentos mais complexos, como a eletroneuromiografia (exame neurológico para avaliação dos nervos e músculos) e densintometria óssea, que é o exame mais seguro para detectar fraturas.

Cirurgias também podem ser feitas em algumas das unidades. Os pacientes são encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos municípios, que marcam as consultas pelo sistema informatizado de agendamento da Secretaria da Saúde.

Filho que ama leva o pai ao AME
Exames periódicos, os conhecidos check-ups médicos, são importantes para a prevenção de doenças que podem comprometer a saúde. Casos como o câncer de próstata em homens podem ser fatais se o tumor não for diagnosticado em tempo.

O programa Filho que Ama leva o Pai ao AME, do Governo do Estado, tem como finalidade estimular os homens a fazerem exames regulares gratuitos nos Ambulatórios Médicos de Especialidade (AME), em diferentes municípios.

Podem fazer os exames, homens com 50 anos ou mais de idade. Eles passam pelo setor de enfermagem para avaliação de peso, altura e risco cardíaco e por uma série de exames laboratoriais de sangue e eletrocardiograma. Em seguida, são atendidos por cardiologistas e urologistas. Caso haja alguma anormalidade, são encaminhados para outros exames e tratamento.

Mutirão
São promovidas com regularidade, campanhas de multivacinação de crianças, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST), hepatites B e C, gripe, alcoolismo e tabagismo, entre outras, além de programas de incentivo a exames preventivos.

Para mais informações, basta acessar o site da Secretaria da Saúde.

Do Portal do Governo do Estado