Notícias

Linha da Cultura do Metrô conta com diversas atrações para os usuários
10/4/2017

 

Programação do mês de abril celebra os 49 anos da Instituição com exposições fotográficas e apresentações artísticas nas estações

 

A tradicional Linha da Cultura celebra os trilhos da cidade durante todo o mês de abril. Com uma serie de exposições de fotos e apresentações de música e dança, os usuários do Metrô têm a oportunidade de parar um pouco e apreciar gratuitamente o que está em seu entorno.

Para comemorar os 49 anos de fundação do Metrô, a partir desta segunda-feira (10), a Estação Sé será a casa de duas exposições: “De passagem” e “A Madrugada nos Trilhos”, que contam um pouco da rotina, das modificações feitas nas estações e a movimentação de milhões de pessoas que utilizam o transporte diariamente.

A mostra “De passagem” apresenta 15 fotografias feitas durante seis anos pelo artista plástico Matheus Dacosta, que retrata o cotidiano dos passageiros no metrô. As imagens são feitas a partir de momentos retirados de “passagem” ao longo do tempo pelo fotógrafo. Compõem a mostra o movimento dos vagões, a pressa, a espera, e os encontros nas estações.

Na mesma estação, em “A Madrugada nos Trilhos”, o fotógrafo Fausto Saez traz imagens incríveis do que acontece enquanto estamos dormindo: a manutenção de trens, nos pátios e oficinas do Metrô. No projeto, foram retratados funcionários trabalhando na manutenção de vias, estações desertas na madrugada e curiosas paisagens do subterrâneo da cidade.

Na Estação Corinthians- Itaquera, da Linha 3-Vermelha, o Metrô recebe a exposição “Castelo Rá-Tim-Bum”. São 20 painéis com 19 fotos de personagens que contam um pouco da história do seriado, exibido entre 1994 e 1997 pela TV Cultura. A proposta é levar à população da Zona Leste um “aperitivo” do que será a exposição no Memorial da América Latina, onde as pessoas poderão circular pelo interior de um castelo de verdade e interagir com os personagens que fizeram história na TV brasileira.

De 10 a 30 de abril, a Estação Clínicas, na linha 2-verde, abriga a exposição “Alegria”. Na mostra o artista plástico Rodrigo Casagrande reúne 20 gravuras que impressionam pela profusão e combinação de cores em trabalho que enaltece a simplicidade de elementos como o lápis de cor e papel canson. O objetivo é criar uma experiência estética abstrata e para isso o artista mistura tons gerando observação e reflexão sobre as obras. O material fica exposto até o dia 30.

Já na República, da Linha 3-Vermelha, o público terá contato com as imagens da “Cold Hot”. A exposição, que fica por lá de 10 a 30 de abril, expõe material do fotógrafo Sergio Poroger feito durante uma viagem dele pelo sul dos Estados Unidos. O título da mostra remete ao frio severo do inverno contrastando com os ambientes quentes e aconchegantes dos bares e casas de shows locais. Nesses locais, os músicos embalam os visitantes com o melhor da soul music, rock, blues, country e animadas jazz sessions.

Na mesma estação e nos mesmos dias será possível encontrar a exposição “A Rota do Cacau”, do fotógrafo Lailson Santos. O material impressiona pelo realismo das imagens que tem o objetivo de apresentar a cultura do fruto ainda pouco conhecido fora do Estado da Bahia.

Na Estação Sé, no dia 24, a Banda dos Seguranças do Metrô realiza uma apresentação especial para marcar os 49 anos de fundação da companhia. Formado por 10 agentes, o grupo vai tocar um repertório diversificado a partir das 18 horas.

Confira aqui a programação completa da Linha da Cultura do Metrô.

Do Portal do Governo do Estado