Notícias

Concessão de rodovias paulistas recebe ágio recorde de 438,17%
25/04/2017

 

Com proposta de R$ 1,2 bilhão, Arteris supera oferta de R$ 727 milhões da Ecorodovia na licitação do lote Rodovias dos Calçados

 

As propostas de outorga para a licitação do lote “Rodovias dos Calçados”, que garante R$ 5 bilhões em investimentos para 720 quilômetros de rodovias estaduais, foram abertas nesta terça-feira (25). O grupo Arteris S.A. apresentou outorga com o maior ágio já ofertado para concessão de rodovias no país: 438,17% sobre o valor mínimo de R$ 225,4 milhões – totalizando R$ 1,2 bilhão para a primeira parcela da outorga desta concessão.

Para o governador Geraldo Alckmin, que acompanhou o leilão na B3 (ex-BM&F Bovespa), “o resultado de hoje é uma prova de confiança em São Paulo e no Brasil em processo feito com total transparência”. A segunda oferta também teve ágio elevado. O Grupo Ecorodovia S.A. apresentou proposta de R$ 727 milhões, valor que representa ágio de 222,41%.

O lance de R$ 1,2 milhão da primeira parcela, somado aos R$ 225.483.921,11 milhões da segunda parcela, chega a uma outorga total de R$ 1.438.983.921,11 (quase um bilhão e meio de reais). Considerando, ainda, os investimentos que serão feitos na malha rodoviária do Lote Rodovias dos Calçados, a Arteris apresentou proposta que prevê recursos de R$ 5,4 bilhões para o Estado de São Paulo.

Em março, na licitação do Lote Rodovias do Centro Oeste Paulista, o resultado também foi bem sucedido. O Pátria Infraestrutura III – Fundo de Investimentos em Participações apresentou oferta com ágio de 130,89%, totalizando outorga de R$ 1,3 bilhão para a concessão de 570 quilômetros de rodovias entre os municípios de Florínea e Igarapava.

Os investimentos previstos nessa malha serão de R$ 3,9 bilhões. “A entrada de um player como o Pátria, com proposta de quase um bilhão, elevou a régua do Programa de Concessões, o que se confirmou com as duas propostas de hoje superiores a 220% de ágio”, comenta o Secretário do Governo, Saulo de Castro Abreu Filho.

A homologação do Pátria já foi publicada e a previsão é de que a assinatura ocorra até junho. Estima-se que essas duas concessões, juntas, viabilizem 6.300 empregos nos primeiros 10 anos.

Dando sequência ao processo, nos próximos dias, a Comissão Especial de Licitação irá avaliar a garantia de proposta da Arteris, assim como demais documentos de habilitação da licitante. A previsão é de que a assinatura do contrato de concessão ocorra ainda esse semestre.

Benefícios para os usuários das rodovias

A nova concessão traz várias inovações com o objetivo de oferecer aos usuários serviços de melhor qualidade. A concessionária irá equipar a rodovia com wi-fi (rede de dados sem fio) ao longo de toda a malha a fim de levar ao usuário informações sobre o sistema, atualizando-o, por exemplo, sobre a situação do trânsito.

Para maior segurança e fluidez do tráfego, as estradas serão totalmente monitoradas por câmeras inteligentes. Também está prevista a possibilidade de a concessionária adotar tarifas flexíveis, com preços mais baixos nos horários de menor demanda de tráfego, por exemplo.

Essa prática, além de significar economia no bolso do usuário, pode contribuir decisivamente para melhor equilíbrio de fluxo, retirando uma quantidade considerável de veículos nos horários de pico, atraindo-os para a rodovia naqueles momentos em que há menos movimento.

Concessões em andamento

Há previsão de três novas concessões na área de regulação da Artesp. Os editais do lote Rodovias do Litoral Paulista e do Trecho Norte do Rodoanel estão em fase de conclusão e devem ser publicados ainda este ano.

A Artesp também está finalizando o edital para licitação do Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros, que envolve viagens em todo Estado e de alta demanda, como Santos-São Paulo, Bauru-Campinas e Jundiaí-São Paulo com previsão de total renovação operacional.

Do Portal do Governo do Estado