Notícias

SP tem nova operadora de pedágio eletrônico nas rodovias do Estado
05/05/2017

 

Veloe, do grupo Alelo, trará gestão 100% digital; empresa é mais uma licenciada desde a quebra de monopólio no setor, em 2011

 

A entrada em operação de mais uma empresa de pedágio eletrônico, anunciada nesta sexta-feira (5) pelo governador Geraldo Alckmin, no Palácio dos Bandeirantes, vai ampliar o leque de opções dos usuários, além de incentivar a concorrência e contribuir para a criação de novos planos e produtos para os motoristas.

A nova licenciada é a Veloe, empresa do grupo Alelo que tem como sócios o Banco do Brasil e o Bradesco, que passa a ser uma nova opção de pagamento para a população que utiliza os 6,9 mil quilômetros de rodovias paulistas.

“Com a nova tecnologia evita fila, evita interromper a viagem e ajuda no fluxo dos veículos”, disse Alckmin. “Nas novas concessões rodoviárias nós damos um estímulo às novas tecnologias. Os usuários terão desconto de 20% nas praças de pedágios existentes e terá mais 5% de desconto se o usuário optar pelo ‘tag’ eletrônico”, continuou o governador.

Para a Artesp, se a adesão ao sistema eletrônico de pagamento, que hoje está em 60%, chegar aos 80%, já é possível iniciar os estudos para a adoção do modelo freeflow, sem cancelas, o que tornaria as viagens ainda mais rápidas e seguras.

Para incrementar esse novo cenário de inovações e facilidades, a Alelo prevê gestão 100% digital de seus planos por meio de aplicativo e site. A estimativa da Veloe é superar a fase de implantação este ano e iniciar a comercialização de seus planos em 2018.

O volume de pagamentos de pedágios vem aumentando sucessivamente. Ao todo, as quatro empresas em operação administram 4,4 milhões de etiquetas (tags) instaladas em veículos que circulam no Estado.

Em 2010, essas quatro operadoras registraram mais de 500 milhões de pagamentos. “Passamos a ter quatro concorrentes. O ‘tag’ custava R$ 80 e agora não tem custo aos usuários”, completou Alckmin.

Duas novas concessões em 2017

Ainda neste ano, duas novas concessões de rodovias paulistas entrarão em operação, ampliando os benefícios da malha concedida em 738 quilômetros. Os editais preveem que essas concessionárias pratiquem desconto de 5% no valor da tarifa quando o pagamento for feito pelo sistema automático.

Os contratos permitem ainda que as concessionárias adotem tarifas flexíveis, com descontos adicionais para estimular o uso das rodovias em horários de menor demanda e distribuir melhor o fluxo, entre outras modalidades.

Do Portal do Governo do Estado