Notícias

Previdência complementar paulista acumula 65,29% de rentabilidade
22/05/2017

 

Índice contempla intervalo entre janeiro de 2013 a abril de 2017; número supera outras aplicações do mercado e a inflação do período

 

A previdência complementar paulista registrou aumento de 65,29%. O índice da SP-Prevcom (FIC Paulista da Fundação de Previdência Complementar do Estado de São Paulo) refere-se ao período de janeiro de 2013 a abril de 2017 e supera a inflação de 31,81%, medida na mesma temporada.

Para Carlos Henrique Flory, presidente da SP-Prevcom, poucos fundos “alcançam resultado similar no mercado financeiro”. Ele acrescenta que esse cenário situa a SP-Prevcom como “uma das melhores opções de investimento para o servidor público estadual”.

O resultado também supera os 61,27% da meta estabelecida para o plano FIC Paulista da SP-Prevcom de IPCA+5%. Bate também os 58,53% do CDI e fica acima dos 34,89% da caderneta de poupança.

Capital investido

Ao analisar o desempenho do capital investido pelos participantes da SP-Prevcom, nota-se uma performance superior em comparação com depósitos em poupança ou em Certificado de Deposito Interbancário (CDI). Isso porque o FIC Paulista – administrado pelo Banco Itaú – supera as já citadas modalidades, consideradas pelo mercado financeiro como as principais opções para o investidor em busca de baixo risco e rentabilidade.

O retorno para os servidores é expressivo. O resultado alcançado pela SP-Prevcom projetado, por exemplo, sobre contribuições mensais de R$ 100 efetuadas no fundo, resultaria em um total de R$ 12,6 mil até abril de 2017, frente a R$ 6,5 mil de depósitos em CDI e R$ 5,8 mil na caderneta de poupança. A diferença fica mais evidente quando calculada sobre valores mensais de R$ 1 mil. Neste caso, o patrimônio acumulado sobe para R$ 126,6 mil em comparação com os R$ 65,2 mil que renderiam em CDI e R$ 58,9 mil na poupança.

Contrapartida

A contrapartida governamental é fundamental para tornar a rentabilidade da previdência complementar praticamente imbatível em relação à obtida em outras aplicações do mercado.

Os participantes contribuem com um percentual do salário que ultrapassar o teto da previdência e o governo estadual, como patrocinador, paritariamente com até 7,5%. Tal parceria representa um ganho de 100% no momento zero de construção do fundo que garante o adicional à aposentadoria.

Estratégia

A estratégia adotada pela SP-Prevcom foi fundamental, diante do ciclo de queda do Produto Interno Bruto (PIB) que, em 2016, registrou recuo de 3,6%.

No ano passado, a Fundação concentrou seu patrimônio quase integralmente em títulos do Tesouro Nacional indexados pela inflação (NTN-B), a melhor alternativa para períodos de baixo crescimento econômico por sua rentabilidade e segurança.

Pioneira na gestão de regime complementar para servidores públicos estaduais, a SP-Prevcom possui uma base de 20 mil participantes e o patrimônio já ultrapassa os R$ 674 milhões.

Do Portal do Governo do Estado