Notícias

Convênio fortalece educação inclusiva no Ensino Médio do Estado
20/06/2017

 

Parceria visa ampliar iniciativas de inclusão nas escolas e formação continuada de profissionais da educação na rede pública estadual

 

Um convênio assinado nesta terça-feira (20) pelas secretarias de Estado da Educação e dos Direitos da Pessoa com Deficiência e o Instituto Rodrigo Mendes, amplia a experiência do Estado no desenvolvimento da educação inclusiva no Ensino Médio.

A assinatura do convênio, que prevê a formação continuada de profissionais da rede pública do Estado, contou com a presença do governador Geraldo Alckmin. Na ocasião, foi lançado o curso “Ensino Médio inclusivo: construindo uma escola” voltado para a valorização de projetos educacionais e a multiplicação de iniciativas locais nas escolas.

O curso é semipresencial, com recursos de videoconferência produzidos pela Efap (Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores do Estado de São Paulo “Paulo Renato Costa Souza”) e pela CGEB (Coordenadoria de Gestão da Educação Básica).

Participam do curso em um etapa inicial, profissionais de 13 diretorias de ensino da capital da Secretaria de Estado da Educação. O conteúdo inclui o repasse de conhecimentos teóricos e práticos aos educadores, sobre os direitos da pessoa com deficiência e a valorização da diversidade humana na prática educacional.

Alckmin falou sobre o alcance da iniciativa. “Nós teremos 1.417 escolas incluídas nesse primeiro momento. Aperfeiçoamento e não apenas aulas para os professores, mas ferramentas para que eles possam trabalhar com uma educação inclusiva e possam desenvolver todo o potencial dos nossos alunos, com e sem deficiência. É um trabalho importante. São Paulo na vanguarda, boa parceria com a sociedade civil organizada, através do Instituto Rodrigo Mendes”, afirmou.

Pioneira no processo de inclusão escolar, a Secretaria da Educação conta hoje com mais de 60 mil alunos com algum tipo de deficiência matriculados na rede pública estadual de ensino. Para que eles tenham acesso ao conteúdo do currículo regular, os estudantes contam com, entre outros equipamentos, scanner de voz para transformar texto em áudio, impressoras para ampliação de livros e máquinas de Braile, além de curso de inglês online e acessível.

Do Portal do Governo do Estado