Notícias

Alckmin agracia doze personalidades com a maior honraria do Estado
05/09/2017

 

Condecoração 'Ordem do Ipiranga' (graus 'Grã-Cruz' e 'Grande Oficial') reconhece e agradece trabalho realizado em prol do povo paulista

 

Doze personalidades que se destacaram por serviços de relevância prestados ao Estado de São Paulo e seu povo foram agraciados pelo governador Geraldo Alckmin com a Ordem do Ipiranga, maior honraria do Estado. A finalidade da comenda, entregue nesta terça-feira (5) no Palácio dos Bandeirantes, é agradecer aos cidadãos brasileiros e estrangeiros por seus méritos.

“São Tomás de Aquino, no tratado da gratidão, disse: ‘Frente a uma grande virtude, nós devemos reconhecer, agradecer e retribuir’. Então, nós estamos aqui para reconhecer o trabalho, o talento, a dedicação, o exemplo. Estamos aqui para agradecer, que Deus também lhes pague, e estamos aqui para retribuir. É singela, é pequena, mas é o sentimento de todos os brasileiros de são Paulo. Parabéns!”, destacou Alckmin.

A Ordem do Ipiranga foi concedida em seus dois maiores graus: a ‘Grã-Cruz’, que possui o mais elevado grau na escala hierárquica, com sete personalidades agraciadas, e ‘Grande Oficial’, com cinco.

Com a Grã-Cruz foram agraciados Luiza Helena Trajano, presidente do Grupo Magazine Luiza; Carlos Alberto Bezerra, pastor e fundador da Igreja Comunidade da Graça; Lilia Klabin Levine, empresária e membro do Conselho de Administração do Grupo Klabin; Anderson Lemos Birman, fundador da Arezzo; Regina Blois Duarte, atriz; o general do Exército João Camilo Pires de Campos, Comandante Militar do Sudeste; e Marcos Evangelista de Morais (Cafu), ex-jogador e Presidente da Fundação CAFU.

Receberam a honraria Grande-Oficial Angela Machado de Vasconcelos, professora; João Carlos Di Genio, empresário e Reitor da Universidade Paulista – UNIP; Dr. José Carlos Seixas, médico sanitarista; Dr. Sergio Linares Filho, perito criminal; e Dr. Mário Sérgio Duarte Garcia, jurista.

A medalha Ordem do Ipiranga foi instituída pelo decreto nº 52.064, de 20 de junho de 1969, pelo governador Roberto Costa de Abreu Sodré.

O Conselho Estadual de Honrarias e Mérito, ligado à Secretaria da Casa Civil, é o órgão responsável pela análise, proposição e aprovação da homenagem, e sempre leva em consideração o trabalho realizado em prol da coletividade do povo brasileiro e paulista.

Do Portal do Governo do Estado