Notícias

Fatalidades no trânsito caem 12,2% em SP no mês de agosto
19/09/2017

 

De acordo com dados do Infosiga SP, acidentes com motociclistas e pedestres ainda lideram as estatísticas no Estado

 

O Estado de São Paulo reduziu em 12,2% o número de fatalidades no trânsito no último mês de agosto, segundo dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito. O programa do governo tem o objetivo de reduzir pela metade o número de óbitos no Estado até 2020.


Com esse foco, o governador Geraldo Alckmin assinou sete novos convênios com municípios que registram altos índices de acidentes. E também vai apoiar mais de mil ações de conscientização para o mês de setembro.


“A capital reduziu 46, a região metropolitana aumentou 3 e o interior reduziu 17. Então no Estado registramos 60 mortes a menos. E hoje nós assinamos com mais sete municípios, totalizando R$ 8,1 milhões, no Programa de segurança no trânsito. Já tínhamos autorizado R$ 69 milhões, dos quais mais de R$ 20 milhões já foram pagos”, disse o governador.


No último mês de agosto, o Infosiga SP registrou 430 óbitos nos 645 municípios do Estado de São Paulo, o que significa redução de 12,2% na comparação com 2016, que registrou 490 ocorrências. No acumulado do ano também se verifica uma redução de 3,1%. De janeiro a agosto, foram 3.746 fatalidades contra 3.867 no mesmo período de 2016 – com isso, foram preservadas 121 vidas no saldo final.


O governo repassou verba para as prefeituras de Americana, Assis, Bragança Paulista, Guarujá, Itu, Piracicaba e Santos. Juntos, os municípios receberão mais de R$ 8 milhões. Os recursos são provenientes de multas aplicadas pelo Detran.SP. No total, o programa destinará R$ 110,5 milhões a 67 municípios conveniados.


Fatalidades em agosto


No caso dos acidentes com vítimas, que incluem também ocorrências sem fatalidades, houve redução de 11% no mês de agosto. Os índices apresentaram redução em todos os meses deste ano. No acumulado dos primeiros oito meses de 2017, foram 7.657 casos a menos, redução de 6%  (120.159 em 2017 e 127.816 em 2016).


Acidentes com motocicletas e pedestres lideram as estatísticas no Estado. Em agosto, foram 144 motociclistas vitimados, uma leve redução na comparação com o mesmo período do ano passado (146). Em 2017, os óbitos de pedestres somam 128 casos, redução de 11,1% em relação a 2016 (144).


Jovens com idade entre 18 e 29 anos correspondem a 30% das vítimas (131 ocorrências). Já os homens correspondem a 82% dos casos. Quase metade (49%) dos acidentes fatais no mês aconteceu entre sexta-feira e domingo à noite, entre 18h e 6h (57%).


“Seguimos investindo em ações para melhorar as condições de segurança em vias municipais e em rodovias. São obras de sinalização e acessos, além de manutenção de equipamentos como semáforos e sistemas de iluminação. E também temos mobilizado as prefeituras para a realização de ações de conscientização. Somente pela educação é possível tornar o trânsito de São Paulo mais humano e seguro”, afirmou Alckmin.


Na Semana Nacional do Trânsito, mais de mil ações de conscientização serão realizadas com apoio do Governo do Estado. As iniciativas serão desenvolvidas pelos municípios conveniados e também por órgãos como Detran.SP, Artesp, DER e Polícia Militar.


Sobre o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito


O Programa do Governo do Estado de São Paulo tem como principal objetivo reduzir pela metade os óbitos no trânsito no Estado até 2020. Inspirado na “Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o período de 2011 a 2020, o comitê gestor do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito é coordenado pela Secretaria de Governo e composto por mais nove secretarias de Estado: Casa Civil, Segurança Pública, Logística e Transportes, Saúde, Direitos da Pessoa com Deficiência, Educação, Transportes Metropolitanos, Planejamento e Gestão, Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação.


As secretarias são responsáveis por construir um conjunto de políticas públicas para redução de acidentes no trânsito no Estado. O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito envolve também a sociedade civil com o apoio de empresas privadas.


Do Portal do Governo