Notícias

Diagnóstico precoce de câncer, importante aliado no sucesso do tratamento
30/09/2017

 

Setembro Dourado é o nome da campanha de prevenção do câncer infantil promovida neste mês. “Que remos chamar a atenção das pessoas e informá-las que o diagnóstico precoce de câncer infantojuvenil é o que garante o sucesso do tratamento”, ressalta o onco-hematologista pediátrico Vicente Odone Filho, que é o diretor clínico do Instituto de Tratamento do Câncer Infantil (Itaci).

Especialistas do Itaci, hospital público que é referência em oncologia
infantil, informam que a doença na fase inicial oferece 75% de possibilidade de cura

Resultado de parceria entre a Fundação Criança e a Fundação Oncocentro de São Paulo, o Itaci é uma extensão do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Iniciou suas atividades em 2002 e oferece tratamento gratuito a crianças e adolescentes, de até 19 anos de idade, com câncer e outras doenças hematológicas ou raras.

Referência na área de oncologia pediátrica no Brasil, a unidade realizou no ano passado mais de 16 mil consultas médicas e 18 mil atendimentos multiprofissionais, além de cerca de 5,6 mil sessões de quimioterapia e 32
transplantes de medula óssea.

Os casos de câncer com maior incidência na infância e na adolescência são
leucemia (afeta os glóbulos brancos); o do sistema nervoso central; e os linfomas (sistema linfático). Há ainda o neuroblastoma (compromete as células do sistema nervoso periférico, frequentemente de localização abdominal); tumor de Wilms (tumor renal); retinoblastoma (retina, fundo do olho); tumor erminativo (das células que originam ovários ou testículos); osteossarcoma (ósseo); e o sarcoma (partes moles).

Sem fatalismo – “O câncer infantil surge como sintoma de uma doença pediátrica comum”, alerta o diretor. Por exemplo: febre frequente, sem outras queixas e que não cessa após alguns dias (mesmo com assistência médica), pode ser sinal de leucemia. “Pais e médicos devem pensar nessa possibilidade sem fatalismo, sem medo do diagnóstico, pois se a doença estiver na fase inicial, de modo geral, há 75% de probabilidade de cura com o uso de tecnologias modernas de assistência”, informa.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil, bem como em países desenvolvidos, o câncer representa a primeira causa de morte (8% do total) por doenças entre crianças e adolescentes de um ano a 19 anos. O Inca estima que, neste ano, vão ocorrer cerca de 12,6 mil novos casos de câncer nessa faixa etária. Estima-se que as regiões Sudeste e Nordeste vão apresentar mais casos novos: 6.050 e 2.750, respectivamente seguidas pelas regiões Sul (1.320), Centro--Oeste (1.270) e Norte (1.210).

Segundo informações do Inca, nas últimas quatro décadas o progresso no tratamento do câncer na infância e na adolescência foi bastante significativo. Hoje, cerca de 80% das crianças e adolescentes com tumor maligno podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados. A maioria terá boa qualidade de vida após o tratamento adequado. Em 2013, foram registrados 2.835 óbitos.

“Percebo que cada vez mais os pais procuram
os médicos para o diagnóstico precoce, mas a busca ainda está abaixo do ideal”, lamenta o dirigente do Itaci. “Recebemos de oito a nove novos casos semanalmente e não temos fila de espera para iniciar a assistência”, informa o diretor. Cinco por cento dos pacientes são oriundos de convênios médicos
e 95% são encaminhados da rede pública pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Humanização – Há dezenas de voluntários que se revezam todo dia para oferecer
atividades lúdicas. Para o diretor, as ações de humanização colaboram para as
crianças ficarem mais próximas da vida normal, apesar das limitações.

Para celebrar o Setembro Dourado, o Itaci ofereceu aos pequenos pacientes a festa do pijama e está lançando a campanha Precisamos do seu Abraço, com nova versão da música Tão seu, cedida pelos autores Samuel Rosa e Chico Amaral.

Promovida pela Puket, marca de meias e roupas íntimas, a Tarde do Pijama ocorreu ontem, 28, com pacientes de 4 a 10 anos. O terceiro andar do hospital ganhou cenário especial com a montagem de tendas e houve doação de pijamas, meias e tapa-olhos para a garotada, distribuição de algodão-doce, pipoca e crepe. Os pacientes foram convidados a desfrutar um universo mágico, longe da difícil rotina do tratamento oncológico.

A atividade lúdica não para por aí. Em outubro, está programada visita monitorada à Puket, na qual crianças de 6 a 12 anos irão conhecer a criação e produção dos itens da empresa.

A grife já distribuiu produtos de sua coleção a pacientes de quimioterapia e também redecorou a brinquedoteca, um dos cantinhos mais queridos das crianças da instituição.

Em busca de mais adesão

Precisamos do seu Abraço é o nome da nova campanha do Instituto Itaci, desenvolvida pela agência Um bigo do Mundo. Com trilha sonora da nova versão da música Tão seu, o vídeo de um minuto exibe ima gens de diversos pequenos pacientes cercados de carinho e abraços da
equipe mulutiprofissional e voluntários.

“É uma honra e um privilégio poder compartilhar o nosso trabalho e saber que uma das nossas composições encabeça uma campanha séria e autêntica do Instituto Itaci, com a grandiosa finalidade de mobilizar as pessoas para
que conheçam e possam contribuir para uma instituição que há anos provê
o que há de melhor em tratamento oncológico pediátrico a quem precisa”,
diz o cantor Samuel Rosa, colaborador ativo do hospital.

O Itaci também busca mais adesão da iniciativa privada para dar continuidade
aos projetos sociais e programas de humanização do hospital, que oferecem
mais bem-estar aos pacientes e acompanhantes. Quem participar recebe
benefícios fiscais.

Viviane Gomes
Imprensa Oficial – Conteúdo Editorial
Assessoria de Imprensa do Itaci

SERVIÇO
Vídeo da campanha disponível em
https:// goo.gl/KNPa4R
Making of: https://goo.gl/BQ4FS1
Informações para se tornar voluntário ou
sobre doações pelo telefone (11) 3897-3813

DOE - Seção I, p. IV