Notícias

Secretaria de Desenvolvimento Social debate envelhecimento e proteção social
21/10/2017

 


Estado de São Paulo tem uma população de 6 milhões de pessoas acima de 60 anos. Para atender melhor essa população, a Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDS) realiza, no dia 26, mais um workshop da Série Dialogando 2017 que tratará o tema Envelhecimento e Proteção Social. O evento é direcionado a assistentes sociais, psicólogos e outros profissionais que atuam diretamente com essa faixa da população.


Entre os temas abordados destacam-se: acolhimento institucional; políticas de assistência social e saúde; afetividade e sexualidade na velhice; diversidade; mitos e preconceitos na rede de serviços públicos; desafios para gestão de instituição de longa permanência para idosos (ILPI); e acolhimento em república.


“Desde 2012, existe o programa São Paulo Amigo do Idoso. Ele engloba 11 secretarias, mais o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (Fussesp), que realizam ações para essa população”, explica a especialista em políticas públicas para idosos da Seds, Elaine Moura. “Por isso, a importância do evento para os profissionais que atuam com os idosos. A procura é tão grande que as inscrições já se encerraram”, salienta.


A Seds mantém diversos convênios com municípios, como, por exemplo, o Vila Dignidade, Centro de Conveniência para Idoso (CCI) e Centro-Dia para Idosos (CDI). “Hoje, no Estado, há 55 CDIs, 44 em execução; e 18 municípios têm o programa Vila Dignidade, com 356 casas para idosos. Projeto da Secretaria de Ha bitação, construído pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), e inserido no Plano Estadual para a Pessoa Idosa – Futuridade


(coordenado pela Seds), o Vila Dignidade tem o intuito de oferecer moradia digna para o idoso, evitando, dessa forma, sua ida para asilo.


Maria Lúcia Zanelli


Imprensa Oficial – Conteúdo Editorial


DOE - Seção I, p. I