Notícias

Número de mortes em acidentes de trânsito cai 2,2% no Estado
26/10/2017

 

Levantamento nos municípios paulistas revela queda no número de vítimas fatais; pedestres e motociclistas concentram maior número de casos

 

O número de mortes em acidentes de trânsito no Estado de São Paulo caiu 2,2% no período de janeiro a setembro deste ano, conforme levantamento divulgado nesta quinta-feira (26), em evento realizado no Palácio dos Bandeirantes.


Do total de acidentes registrados, 61,5% envolvem pedestres e motociclistas, dado que leva o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito a planejar ações específicas para esse grupo.


As informações constam de relatório do sistema de dados SigaSeguro, que concentra e orienta as ações do Estado para redução do número de mortes nos municípios paulistas. Elas foram divulgadas durante a realização do II Fórum de Melhores Práticas em Segurança no Trânsito, que contou com a participação do governador Geraldo Alckmin. “Nós estamos empenhados em reduzir o número de mortes e acidentes. De janeiro do ano passado até agora são 434 mortes a menos”, afirmou  Alckmin.


O evento contou ainda com a participação do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, que assinou um acordo de cooperação com o Estado de São Paulo para levar a Brasília a experiência do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.


“Esse trabalho tem o intuito de a partir da educação provocar uma mudança cultural, por meio de  duas grandes ferramentas: o Infosiga e o Infomapa. A gente publica todo mês, no dia 19, os indicadores. A maioria dos acidentes acontece dentro das cidades, ou na entrada das cidades. É como uma lupa que identifica onde foi o acidente, se foi uma pessoa atropelada, se há falta de passarela ou de ciclovia”, explicou Alckmin.


De acordo com o sistema de dados que acompanha mensalmente as estatísticas de acidentes de trânsito nos 645 municípios paulistas, o número de vítimas fatais de janeiro a setembro 2017 foi de 4.218 contra os 4.313 óbitos verificados no ano anterior. A maioria dos acidentes ocorre nas cidades e vitimam principalmente os motociclistas, que representam 33,3% dos óbitos.


Os números indicam ainda aumento de 10,7% no número de acidentes envolvendo motociclistas, de 2017 para 2016, e redução de 21,9% nas ocorrências com pedestres. Entre os motociclistas, os homens formam a maioria das vítimas (88%). Os jovens entre 18 e 29 representam 42% das vítimas. Já entre os pedestres, os idosos constituem um terço das vítimas.


O número de acidentes sem vítimas também caiu. De janeiro a setembro de 2017, foram registradas 134.946  ocorrências contra 144.084 durante o mesmo período de 2016, redução de 6,3%. Em setembro deste ano o número de acidentes caiu 9.1% em relação ao mesmo mês de 2016, de 14.787  para 16.268 acidentes.


No Estado de São Paulo, o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito congrega Governo e Sociedade Civil no esforço para reduzir pela metade o número de óbitos no trânsito até 2020.


O movimento é inspirado na “Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, estabelecida pela ONU para o período de 2011 a 2020, e composto por um comitê gestor coordenado pela Secretaria de Governo e mais nove secretariais de Estado, além do apoio de empresas da iniciativa privada.


Compõem o Movimento Paulista de Segurança do Estado as seguintes secretarias: Casa Civil, Segurança Pública, Logística e Transportes, Saúde, Direitos da Pessoa com Deficiência, Educação, Transportes Metropolitanos, Planejamento e Gestão, Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação.


Repasses aos municípios
Durante o evento, o governador Geraldo Alckmin assinou parcerias com os municípios de Embu das Artes, Guaratinguetá, Itapevi, Ribeirão Pires. Santo André, São José dos Campos e Taubaté. O Governo do Estado vai repassar R$ 10,2 milhões para esses municípios para desenvolver ações de educação no trânsito. O dinheiro é proveniente de multas aplicadas pelo Detran-SP, no total de R$ 110,5 milhões que serão repassados a 67 municípios do Estado, que aglutinam 71% do Estado.


Do Portal do Governo