Notícias

Conheça o serviço on-line da Cetesb que informa a qualidade da água no litoral
18/11/2017

 

Para não ter surpresas antes de ir à praia, confira o levantamento semanal das análises divulgado no site do órgão paulista

 

Quem vai para a praia nesse feriado e quer se refrescar em um bom banho de mar, não pode deixar de saber como está a qualidade da água. Você sabia que a água marinha é composta por mais de 80 elementos químicos naturais e que sua fórmula é bem mais complexa do que a simples e conhecida fórmula da água – H2O?

Na água do mar existem elementos como cálcio, zinco, silício e magnésio, que são usados para tratar doenças como artrite, osteoporose e reumatismo. Mas, na busca por esse alívio ao calor, é importante tomar cuidado com a qualidade da água para não ter uma surpresa desagradável.

A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) faz a análise da qualidade das praias semanalmente, a partir da coleta de amostras de água do mar aos domingos, em 165 pontos distribuídos em 149 praias do litoral paulista.

O trabalho de avaliação da balneabilidade tem início com a coleta, feita por uma equipe técnica de sete coletores, que partem para pontos estratégicos, localizados no litoral norte e litoral sul do Estado.

Ao final do dia, depois de percorrer todas as praias, as amostras são encaminhadas para análise nos laboratórios das Agências Ambientais de Cubatão e Taubaté.

O coletor entra no mar, até a altura da cintura, e coleta a água em um frasco esterilizado, a 20 cm abaixo da superfície. Mensalmente, são analisadas em média 700 amostras de água.

Além de consultar no site, o banhista pode ver se a praia que ele deseja frequentar está própria ou não para mergulho pelas bandeiras de identificação, em que vermelho significa imprópria e verde indica que está própria para o banho.

Vale lembrar que, além de aliviar o calor, a quebra das ondas no corpo promove uma drenagem linfática e ainda estimula a pele. E a ‘massagem’ que as ondas fazem no corpo também estimula a circulação sanguínea e oxigena as células.

Do Portal do Governo do Estado