Notícias

Porto de São Sebastião vai adquirir scanner para aumentar segurança
22/11/2017

 

Alckmin autoriza aquisição de equipamento que vai contribuir também para reduzir tempo de liberação de mercadorias

 

A Companhia Docas de São Sebastião que administra o porto no Litoral Norte paulista deve publicar ainda este mês o edital de licitação pública para aquisição e operação de uma máquina de scanner.

O equipamento capaz de visualizar os conteúdo de mercadorias transportadas em contêineres pelos caminhões, vai contribuir para aperfeiçoar a fiscalização das operações de importação e exportação.

No dia 18 de novembro último, foi publicado no Diário Oficial do Estado decreto do governador Geraldo Alckmin autorizando a liberação de recursos de R$ 6 milhões para aquisição do scanner.

A máquina será a primeira a ser utilizada pelo Porto de São Sebastião. Ela vai aumentar a segurança das operações, tornar mais eficiente a fiscalização e reduzir o tempo de liberação das mercadorias para importação, exportação ou cabotagem.

As imagens captadas pelo scanner serão enviadas diretamente dos contêineres transportados pelos caminhões para a Receita Federal, que vai analisar se a mercadoria está de acordo com a legislação.

O investimento vai tornar possível o tráfego de outros tipos de mercadorias pelo porto. Atualmente, são transportadas apenas contêiner de cargas de grande volume, como peças industriais, transformadores e máquinas pesadas. Com o scanner, o porto vai operar também com contêineres de cargas convencionais.

O Porto de São Sebastião, administrado pela Companhia Docas vinculada à Secretaria de Logística e Transportes, é o terceiro entre os 30 portos brasileiros, segundo o Índice de Desempenho Ambiental Portuário (IDA) da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Também é o primeiro e único porto organizado a conquistar a Certificação Internacional ISO-14.001, que comprova a qualificação para todas as atividades de administração, exploração e operação.

Entre os principais produtos de importação que passam pelo Porto de São Sebastião estão sulfato de sódio, malte, cevada, trigo, produtos siderúrgicos, máquinas e equipamentos. Já os principais produtos de exportação são veículos, peças, máquinas e equipamentos.

Do Portal do Governo do Estado