Notícias

Febre amarela: Alckmin antecipa mutirão no Estado de São Paulo
16/01/2018

 

Vacinação acontece entre os dias 29/01 e 17/02 nas áreas prioritárias; Estado solicitou mais 1 milhão de doses ao governo federal

 

A campanha de vacinação contra a febre amarela com dose fracionada será antecipada no Estado de São Paulo. A informação foi confirmada pelo governador Geraldo Alckmin na manhã desta terça-feira (16). “Estamos antecipando uma semana, ao invés de começar dia 3 de fevereiro, vai começar no dia 29 de janeiro e vai até o dia 17 de fevereiro”, afirmou Alckmin.

A expectativa é imunizar 8,3 milhões de pessoas no Estado de São Paulo, referente ao público-alvo da campanha, sendo que 6,2 milhões receberão a vacina fracionada. Porém, o Governo do Estado já solicitou mais 1 milhão de vacinas, fora da campanha. “É importante não ter pânico, nem correria, toda a população deverá ser vacinada até o final do ano”, alertou o governador.

Alckmin lembrou que o Estado não registra nenhum caso de febre amarela urbana desde 1942. Os últimos casos anunciados são de febre amarela silvestre.

Os sintomas da febre amarela

A febre amarela é marcada por sintomas como dores nas costas, no abdômen ou nos músculos, calafrios, fadiga, febre, mal-estar ou perda de apetite. A doença também pode causar enjoo ou vômito e delírio, e é comum dores de cabeça, pele e olhos amarelados ou até mesmo sangramento.

Porém, a avaliação médica é sempre imprescindível para um diagnóstico mais preciso e o tratamento mais adequado.

Do Portal do Governo do Estado

 

 

Casa Civil
|
Portal da Transparência
|
Biblioteca Virtual
Receba notícias por e-mail

Cadastre-se e receba as novidades da Biblioteca periodicamente no seu e-mail.

Digite o seu e-mail