Notícias

Operação comercial de estação Morumbi do Metrô será feita por consórcio
16/02/2018

 

Estação teve obras iniciadas nesta sexta-feira (16) e vai ter papel importante ao integrar Linha 17-Ouro do Metrô com Linha 9 da CPTM

 

A operação comercial da estação Morumbi do Metrô, que teve as obras iniciadas hoje, será feita por consórcio. No último dia 19 de janeiro, o Consórcio Via Mobilidade, composto pelas empresas CCR S.A. e RuasInvest Participações S.A., venceu a licitação internacional de concessão para operação das linhas 5-Lilás e 17-Ouro do Metrô.

O Via Mobilidade saiu-se vencedor do certame ao oferecer outorga fixa de R$ 553,8 milhões, o que representa ágio de 185% sobre o valor mínimo atualizado de R$ 194,3 milhões, conforme definido no edital. O consórcio será responsável pela operação comercial das duas linhas pelo período de 20 anos.

O investimento inicial previsto do parceiro privado é de R$ 88,5 milhões para melhorias de infraestrutura na estação Santo Amaro. Ao longo de todo o prazo da permissão, a expectativa é de R$ 3 bilhões de investimentos e reinvestimentos.

O valor estimado do contrato é de R$ 10,8 bilhões, o que corresponde à soma das receitas tarifárias de remuneração e de receitas não operacionais, como exploração comercial de espaços livres nas estações, por exemplo.

É importante destacar que o ativo investido na construção das linhas e na aquisição de trens não está incluso na concessão, uma vez que não se trata de privatização.

As obras da estação Morumbi da Linha 17-Ouro foram iniciadas nesta sexta-feira (16) com a presença do governador Geraldo Alckmin. Ela será a última estação do trecho prioritário da Linha 17-Ouro, que terá 7,7 km de extensão e oito estações, partindo de Congonhas.

A estação também será de grande valia para a população por fazer a integração da Linha 17-Ouro do Metrô com a Linha 9 da CPTM.

Do Portal do Governo do Estado