Notícias

Novos trens começam a operar na Linha 11-Coral da CPTM
20/02/2018

 

Entrega dá continuidade ao processo de padronização da frota da CPTM, readequando os trens de acordo com as necessidades

 

O governador anunciou nesta terça-feira (20) que a CPTM recebeu mais dois trens novos do lote de 65, completando 34 unidades em operação. Desde as 10h, as duas composições, da série 8.500, da CAF Brasil, começaram a operar no serviço Expresso Leste (Luz-Guaianases) da Linha 11-Coral.

“Estamos entregando hoje mais dois trens zero quilômetro, cada trem com oito carros, ou seja, são 16 carros para a Linha 7 da CPTM, e a semana que vem mais dois trens. Então, em 14 dias serão quatro trens novos, 32 carros novos, zero quilômetro, com ar-condicionado, melhor motorização e vagão contínuo”, disse Alckmin após a viagem de inspeção que fez em novo trecho da Linha 15 do Metrô.

A entrega dá continuidade ao processo de padronização da frota de todas as linhas da CPTM, readequando as séries de trens de acordo com a necessidade operacional. O objetivo é oferecer trens modernos e com ar condicionado, proporcionando mais conforto aos usuários. A previsão é que as 31 unidades restantes entrem em operação até o final de 2018.

A Linha 11-Coral é a mais movimentada da CPTM, com cerca de 700 mil passageiros transportados/dia útil. O trecho mais carregado é entre as estações da Luz e Guaianazes, onde opera o Expresso Leste, transportando em média 500 mil usuários/dia útil.

O trecho tem 24,2 km e conta agora com 15 novos trens. A extensão de Guaianazes a Estudantes é de 26,6 km e são transportados cerca de 200 mil passageiros transportados/dia útil.

Com salão contínuo de passageiros, que permite circulação livre entre os carros, os trens possuem monitoramento com câmeras na parte externa e interna e são acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência (contam com sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, mapa dinâmico e áudio, além de espaço para cadeirantes).

Também dispõem de monitores digitais internos com informações e interação das principais notícias sobre a prestação de serviços, além de reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.

Os demais trens serão entregues ao longo dos próximos meses e entrarão em operação, após a realização de testes que são feitos nos sistemas elétricos, mecânicos e de sinalização.

Dependendo das necessidades de ajustes que surgirem e do tempo de solução por parte do fabricante, os testes podem ser prolongados. As novas composições serão incorporadas para a renovação da frota de acordo com a necessidade operacional de cada linha.

Do Portal do Governo do Estado