Notícias

“Dia de Campo no Asfalto” mobiliza moradores de comunidade em SP
28/02/2018

 

Técnicos da Secretaria de Agricultura forneceram informações sobre horta que deve produzir alimentos para 600 pessoas

 

O “Dia de Campo no Asfalto”, idealizado pela Coordenadoria do Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), vinculada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, mobilizou os moradores da Associação Independente da Vila Nova Esperança, na capital paulista, nas proximidades com o município de Taboão da Serra. Técnicos da Codeagro estiveram no local, no último fim de semana, para orientar a manutenção da horta comunitária que tem o objetivo de produzir alimentos para cerca de 600 pessoas.

A ação foi realizada em parceria com o departamento de assistência social da Sabesp, que cedeu a área para a instalação da horta. A presidente da entidade, Maria de Lourdes Andrade de Souza, mais conhecida como Lia Esperança, define o plantio na comunidade como “mãos que alimentam”, quando o assunto é promover o plantio e a sustentabilidade. “É gratificante ver a nossa gente sendo reconhecida e recebendo uma alimentação saudável e de qualidade. Isso significa respeito. Por isso, meus agradecimentos à equipe da Secretária de Agricultura e Abastecimento pelo apoio importante”, comemora.

Os participantes receberam orientações sobre o manejo para o cultivo do alimento, com foco na qualidade dos produtos que chegarão à mesa das famílias. Durante a atuação dos técnicos, os moradores que auxiliam na horta foram capacitados para multiplicarem as informações sobre a iniciativa.

Preservação

A ação deixou clara a importância da atuação conjunta de vários setores ligados à segurança alimentar. O coordenador da Codeagro, José Valverde, demonstrou satisfação com o projeto e na promoção de atividades em parceria com as entidades sociais, ao lembrar que as ações reforçam a premissa do governador Geraldo Alckmin e do secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim. “Temos investidos em iniciativas que priorizem a função social, aliando a produção de alimentos saudáveis e com qualidade para todos”, explica.

A garantia do acesso ao alimento e o fortalecimento da agricultura urbana são pontos de destaque no trabalho com os moradores do local. “Precisamos estar atentos às novas tecnologias de plantio e, dessa forma, orientar a comunidade a produzir alimentos saudáveis”, acrescenta o coordenador da Codeagro, José Valverde.

Para o diretor do Instituto de Cooperativismo e Associativismo, Diogenes Kassaoka, os produtores poderão ser multiplicadores da ação. Os moradores receberam, na prática, técnicas de produção de mudas, manejo básico de cultivo e como montar os canteiros. “Essas técnicas são importantes para que eles possam plantar de forma correta, e assim evitar frustação”, avalia Diogenes Kassaoka.

Com as ações, o Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional e o Sistema Único de Assistência Social mostram que o ato de plantar e colher o próprio alimento têm significados imensuráveis e que agem na transformação social. “A ação da pasta é de resgate de cidadania. Faz a gente acreditar que ainda existem gestores capazes de transformar a realidade de pessoas que passam fome no nosso país”, reforça Lia Esperança.

Agricultura urbana

No último fim de semana, a Codeagro foi convidada por representantes de entidades sociais da região de Guaianases e da Cidade Tiradentes, na zona leste da capital paulista, para apresentar um conjunto das políticas púbicas em práticas voltadas a segurança alimentar e agricultura urbana.

Na ocasião, o coordenador do órgão, José Valverde, apresentou os trabalhos realizados no âmbito da alimentação saudável, com destaque para as publicações do Centro de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Cesans) e ações com foco em agricultura urbana. José Valverde deixou à disposição da comunidade o conjunto de cursos e palestras ministrados pelas nutricionistas do Cesans, com foco nas publicações gratuitas, que apresentam categorias que vão desde plantas alimentícias não convencionais aos conteúdos voltados ao combate do desperdício de alimentos.

O prefeito regional da Lapa, Carlos Fernandes, participou do evento e apresentou o modelo de trabalho de compostagem, reciclagem e reuniões de segurança alimentar que são desenvolvidas na região. “Nós conseguimos começar o ano de 2018 melhor do que começamos o ano passado, realizando ampliação das ações na área de compostagem, combate ao entulho e modernizando a gestão, buscando uma melhora na qualidade de vida da população”, ressalta.

Do Portal do Governo do Estado