Notícias

Jetons pagos por estatais chegam a R$ 1,2 mi por mês
20/07/2012

 

Como extras não contam como salários, eles não entram no teto do funcionalismo, hoje de R$ 26,7 mil

 

Com acréscimos, ministros como Guido Mantega e Miriam Belchior ganham R$ 36,3 mil líquidos ao mês

DIMMI AMORA
DE BRASÍLIA

O governo federal tem 348 servidores ganhando jetons de 93 estatais que gastaram, em maio deste ano, R$ 1,2 milhão com essa verba. Os dados foram revelados graças à Lei de Acesso à Informação.


Os jetons são verbas pagas pela participação dos servidores nos conselhos das empresas. Eles não contam como salários e por isso não entram no limite salarial previsto na Constituição, o teto do servidor, hoje de R$ 26,7 mil.


A Petrobras é a que melhor paga por participação no conselho: R$ 8.246 por reunião.


Quatro servidores receberam o valor em maio: o ministro da Fazenda, Guido Mantega, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, e a chefe de assessoria do Ministério de Minas e Energia, Marisete Fátima Dadald Pereira.


O segundo maior jetom é o da BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras: R$ 8.232.


Mantega, Belchior e Zimmerman ganharam das duas. Por causa dos extras, os ministros da Fazenda e do Planejamento têm os maiores rendimentos entre os que recebem esse benefício, chegando a R$ 36,3 mil líquidos.


Outros dois servidores aparecem ganhando em maio jetons em três estatais, o que é vedado pela legislação.


Julieta Alida Garcia Verleun, subsecretaria do Ministério da Fazenda, recebeu pela Corretora do Banco do Brasil, pelo Cartão Elo Banco do Brasil e pelo Serpro. Seu rendimento total foi de R$ 25,4 mil. Segundo a Fazenda, ela já deixou um dos conselhos.


Cristian de Sousa Cunha, chefe de assessoria no Ministério das Comunicações, ganhou jetons por uma geradora de energia, uma companhia de administração portuária e os Correios. Somados ao seu salário, ele possui uma remuneração de R$ 12,6 mil.


A pasta das Comunicações diz que Cristian deixou um conselho, que não há limite de participação de servidores e que o horário de trabalho é compatível porque reuniões são mensais.


Na lista do Portal da Transparência, quatro servidores ganham acima do teto: Mantega, Belchior e dois servidores da Secretaria do Tesouro -Paulo Fontoura Vale e Paulo José dos Reis Souza. Estes receberam, respectivamente, R$ 30,8 mil e R$ 29,4 mil.


Jetons de estatais no exterior (Itaipu) ou de empresas privadas com participação do governo (Vale, Embraer) não são divulgados. Alguns deles são mais altos que os das estatais e chegam a R$ 40 mil.


Fonte: Folha de S.Paulo/Poder