Alckmin e “barão” do aço mexicano discutem nova planta da GV em Pindamonhangaba
18/09/2017
Encontro acontece nesta terça-feira (19) a partir das 13h

O governador Geraldo Alckmin recebe nesta terça-feira (19) o presidente da diretoria do grupo mexicano SIMEC Rufino Vigil González. O encontro acontece a partir das 13h  no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Alckmin e González, considerado o “barão” do aço no México,  devem discutir detalhes de uma nova planta da empresa GV do Brasil, do grupo SIMEC, em Pindamonhangaba. O objetivo da empresa é ampliar a atual fábrica de 40 mil m2 para 150 mil m2 com investimento de R$ 600 milhões.

A GV do Brasil emprega 320 pessoas na fabricação de produtos de aço para a construção civil.

Relações São Paulo e México

De acordo com os dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, em 2016, o estado paulista exportou US$ 1,7 bilhão para o México o que corresponde a 45% do total exportado pelo Brasil. O México importa de São Paulo principalmente automóveis, autopeças, máquinas e materiais mecânicos, produtos farmacêuticos, aeronaves e aparelhos espaciais.  

O Brasil importou do México US$ 3,5 bilhões. A participação paulista foi de US$ 1,7 bilhão.  Os principais produtos importados por São Paulo do México são automóveis, autopeças, máquinas, materiais e aparelhos elétricos e mecânicos, instrumentos e aparelhos de ótica, aeronaves e aparelhos espaciais.

Brasil e México

Brasil e México são parceiros tanto em iniciativas globais como a ONU, OMC, o Fundo Monetário Internacional (FMI) e regionais como a OEA (Organização dos Estados Americanos), a ALADI (Associação Latino-Americana de Integração), a Cmounicade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC).

Empresas brasileiras são responsáveis por alguns dos maiores investimentos privados no México, com destaque para os setores petroquímico, químico e siderúrgico.